Sozinho em Casa
Donald Trump teve uma pequena aparição no segundo filme de Sozinho em Casa.

Macaulay Culkin diz-se ‘vendido’ à ideia de substituir Trump no filme ‘Sozinho em Casa 2’

O ator respondeu a vários tweets dos fãs sobre remover a participação de Donald Trump do clássico de Natal.

Depois dos ataques recentes ao Capitólio americano por parte de apoiantes do presidente Trump, uma onda de fãs do filme Sozinho em Casa 2: Perdido em Nova Iorque, gerou um movimento para remover a participação de Trump do filme. A estrela do filme, Macaulay Culkin, mostrou-se bastante recetivo a esta ideia.

A comédia de natal estreada em 1992, contava com uma breve participação de Donald Trump, quando o protagonista Kevin, interpretado por Macaulay Culkin, pede direções ao empresário para saber onde é a receção do hotel.

Face aos resultados não desejados das presidenciais americanas, Donald Trump incentivou os seus apoiantes a protestarem contra a eleição de Joe Biden como o próximo presidente dos Estados Unidos. Estes protestos elevaram-se até a invasão ao Capitólio e garantiram a Trump uma expulsão definitiva do Twitter por incentivar à violência.

Com o culminar da situação política atual dos EUA,  os fãs do filme juntaram-se para remover a participação do ainda presidente. Na rede social Twitter, foi publicada uma edição da cena, onde Trump tinha sido removido por completo, enquanto outro tweet menciona uma hipotética petição para substituir digitalmente a participação de Trump por Macaulay Culkin, mas em adulto. A ambos os tweets, o ator demonstrou respostas positivas, respondendo à segunda ideia com “Vendido”.

Culkin já referiu, em várias ocasiões, não ser grande fã de Trump. Num episódio do podcast Curious with Josh Peck, ele afirma que “ele não se comporta como um presidente”. Em 2018, numa sessão de perguntas e respostas do Reddit, para promover o seu podcast Bunny Ears, Culkin volta a atacar Trump. Quando lhe perguntaram qual era o seu filme da saga Sozinho em Casa preferido, o ator respondeu “O primeiro foi mais engraçado, (…) e também tinha 100% menos Trump.”

Esta não é a única participação aleatória de Trump em filmes. Numa entrevista ao Hollywood Reporter, em 2017, o ator Matt Damon fala sobre a participação do mesmo no filme Perfume de Mulher. Segundo Damon, para poder filmar em localizações geridas por Donald Trump, os realizadores eram obrigados a dar-lhe um pequeno papel, como foi o caso de Sozinho em Casa 2, que filmaram no Plaza Hotel em Nova Iorque, na altura, propriedade de Trump.

Esta não seria a primeira vez que a cena de Donald Trump seria retirada do filme, tendo acontecido o mesmo na televisão canadiana em 2019.

Mais Artigos
Barack Obama e Bruce Springsteen
Barack Obama e Springsteen juntos em podcast do Spotify