armie hammer
Jason LaVeris/FilmMagic

Canibalismo, violência e abuso: Armie Hammer protagoniza o mais recente escândalo de Hollywood

Armie Hammer, o ator conhecido por interpretar o papel de Oliver no filme Call Me by Your Name, está envolvido no mais recente escândalo de Hollywood depois de várias denúncias anónimas o acusarem de canibalismo, violência e abuso.

A revelação começou na rede social Instagram, numa conta denominada Houseofeffie, onde foram reveladas imagens de alegadas mensagens trocadas entre Armie e uma amante, que se acredita que tenha mantido uma relação com o ator durante quatro anos. Logo após estas revelações, Armie Hammer pediu para abandonar o elenco daquele que seria o seu próximo filme, Shotgun Wedding, explicando que o faria para se dedicar à família e responder ao que considera “afirmações caluniosas“. “Não posso, em sã consciência, deixar os meus filhos por quatro meses para gravar um filme na República Dominicana“.

Mais tarde, soube-se que para além desse filme, Armie abandonou também o elenco da série Gaslit, onde iria partilhar o ecrã com caras conhecidas do público como Julia Roberts e Sean Penn.

Apesar do ator afirmar que as acusações não são verdadeiras, afirmando não reagir em relação a elas “porque são absurdas“, as dúvidas sobre a veracidade das imagens têm sido contestadas, uma vez que nelas estão presentes não só mensagens de voz, mas também fotos onde é possível ver as tatuagens e os filhos do ator.

Desde as primeiras revelações acerca do ator, mais mulheres, inclusive ex-namoradas, têm vindo a público denunciar os atos de Armie Hammer, revelando conversas privadas e relatando comportamentos bizarros.

Um serial killer canibal

As mensagens entre Armie e a amante apresentam conteúdo bizarro, sendo que quando o conteúdo se torna mais quente, culminam muitas vezes na mesma ideia: o ator afirma ter vontade de “comer” a mulher, fala sobre sangue e violência.

Desta forma, é possível ler mensagens como “Estou a imaginar-me a agarrar o teu coração na minha mão e a controlar quando é que ele bate. Sou um canibal a 100 por cento. Quero comer-te. Foda-se, é assustador admitir isto. Nunca o tinha feito antes”. Mensagens com este conteúdo são uma constante nas imagens reveladas, dando a entender que Armie transmitiu a mesma ideia mais que uma vez.

Para além disso, é possível ler sugestões sexuais perturbadoras do ator como a de cortar os pulsos de forma a usar o sangue como lubrificante para sexo anal.

Os pensamentos macabros não param por aqui, é possível ler mensagens como: “Se estivesses ao meu lado e eu te fizesse um pequeno corte, adormeceria a chupar-te o sangue. Um bocadinho do seu sangue, o teu sabor, o sabor do teu ferro e minerais a embalarem-me”,  “Os brinquedos são giros e tal, mas eu quero consumir-te completamente. Quero arrancar bocados de ti à dentada”, “Quero ver tudo. Quero ver o teu cérebro, o teu sangue, os teus órgãos. Definitivamente que te morderia. Ou tentaria fodê-los. Não sei qual escolheria, provavelmente faria as duas coisas” culminando com “Não consigo parar de pensar em realmente foder o teu cérebro”.

Num momento de maior reflexão, Armie confessa  “É uma coisa que está profundamente enraízada. Eu queria literalmente comer-te. Consumir-te. Nem sei explicar”, acrescentando “Juro que esta merda é perigosa, ainda me torna num serial killer canibal”. As revelações continuam, sendo que o ator afirma “Neste momento estou saciado e nem sequer estou excitado, mas quando o isso regressa, assusta-me (…) Sinto-me como um verdadeiro animal. Podia ter-te matado. É tão intenso”.

Courtney Vucekovich, ex-namorada do ator, falou em público sobre estas fantasias desconcertantes do ator, revelando ao jornal The Daily Mail que embora não quisesse entrar em muitos detalhes, Armie é uma pessoa “muito obscura e retorcida“, com fetiches de dominação e sado-masoquismo, sendo que se pode tornar  “sexualmente agressivo”.

Contando a sua experiência traumática, Courtney afirmou que o seu ex-namorado “Gostava muito de dizer que ia arrancar uma das minhas costelas, fazer um churrasco e comer” e que “Ele torna-se obcecado por ti. Primeiro sentes-te segura, depois começa a ser estranho”.

As acusações de violência 

A denunciante principal, amante do ator durante quatro anos, afirma que não era única mulher com quem este estava envolvido, sendo que após as revelações das imagens recebeu vários testemunhos de outras mulheres que passaram pelo mesmo.

Para além disso, a sua amante afirma que o ator é extremamente manipulador, sendo que prometia a várias mulheres que se iria divorciar e fazia-as acreditar que a relação entre eles era séria, tendo até conhecido as mães de algumas delas: “Mexeu comigo quando me violaste. Durante muito tempo nem sequer tinha a certeza se tinha sido uma violação. Não sabia que isso podia acontecer entre pessoas que supostamente estão numa relação”.

A denunciante lembra momentos de verdadeira tortura sexual que viveu, como por exemplo ser obrigada a estar de olhos fechados entre quatro a cinco horas enquanto estava amarrada por cordas. Quando confrontou Armie com esta violentação, o ator afirmou achar “que os limites tinham sido discutidos”, algo que a vítima nega.

Uma outra mulher acabou por revelar que esteve presente em encontros sexuais com Hammer e com uma outra mulher onde os três experimentaram uma técnica sado-masoquista de não-consentimento consensual, que consiste na simulação consensual de uma violação.

Assim, durante este encontro o ator persuadiu as mulheres a não usarem uma palavra de segurança (que serve para parar o ato quando as coisas se tornam demasiado violentas). Este não uso de palavra de segurança é, aparentemente, algo frequente na vida sexual do ator.

A experiência foi, assim, um pesadelo sendo que a testemunha revela “Eu tentei rastejar e estava a chorar de forma histérica“, facto que Armie ignorou e chegou até a brincar com a situação.

Quando o envolvimento entre os dois se tornou sucessivamente mais perigoso, esta testemunha ameaçou denunciar o caso a Elizabeth Chambers, na altura mulher de Armie, ao que o ator reagiu: “Se por algum razão isto corre mal e a minha mulher descobre, provavelmente vou arrancar-te a cabeça do corpo”. O medo do parceiro sexual era tão grande que esta amante chegou a esconder-se alguns meses depois de uma zanga entre os dois.

A apoiar estas evidências, existem fotografias partilhadas na página de Instagram Houseofeffie, onde se podem ver fotografias das marcas deixadas nos corpos das amantes.

Os sinais de alerta

Estas revelações chocantes provocaram uma onda de surpresa entre os fãs, levando-os a pesquisar possíveis sinais de alerta nas redes sociais. Numa conversa no Twitter em 2017, Armie escreveu “Agora dizes que a carne humana é saborosa? É a terceira referência que fazem a canibalismo. Posso perguntar uma coisa? A que sabe a carne humana?

Para além disso, quando questionado acerca do seu filme favorito, o ator revela que é Raw, que aborda a vida de uma estudante que se torna canibal.

Adicionalmente, numa entrevista à revista Playboy, Armer afirmou “Gosto de agarrar o pescoço e o cabelo e tudo isso“, revelando ser um dominador sexual.

Uma outra declaração do ator que, à luz das revelações, se torna uma pista acerca do seu comportamento, foi quando, numa entrevista, o questionaram acerca de quem convidaria para um jantar de sonho. O ator respondeu “O Marquês de Sade“, um filósofo e político que expunha nas suas obras os seus gostos sexuais baseados em violência e em causar sofrimento.

As vida de Armie Hammer após as acusações

Armie Hammer enfrenta atualmente um processo de divórcio, visto que anunciou, em julho de 2020, que se iria divorciar da sua companheira de 10 anos, Elizabeth Chambers, com quem tem dois filhos, Harper (6) e Ford (3). O ator luta pela custódia conjunta das crianças e encontra-se a viver nas ilhas Caimão, onde os filhos residem com a ex-mulher.

Todos os dias chegam novos relatos, uns que confirmam o comportamento do ator e outros que o desmentem, dando a entender que este caso não está perto do fim. Quem o confirma é a denunciante, que começou esta onda de acusações, que escreveu  “Sim, vamos estar aqui nisto o ano todo, a não ser que o Armie Hammer confesse todo o incompreensível sofrimento que nos causou, peça desculpa e procure ajuda psicológica”.

O mais recente relato que confirma o comportamento doentio do ator é o de Jessica Ciencin Henriquez, que foi vista num encontro com Armie em setembro. Jessica afirmou que “Se ainda questionam se as mensagens são ou não reais, talvez esteja na altura de questionarem o porquê de vivermos numa cultura que está disposta a dar aos abusadores o benefício da dúvida, ao invés de ele ser dado às vítimas.

Por outro lado, quem não acredita neste tipo de comportamento por parte do ator é a atriz Bella Thorne, que defendeu o seu colega de trabalho publicamente no Instagram dizendo que “Sinceramente, não consigo acreditar nisso. As pessoas são loucas para criar notícias falsas sobre isso. Não podem deixar o pobre homem e a família dele em paz. Não há maneira nenhuma de ele ser um canibal“, acrescentado “Além disso, há um milhão de prints falsos por aí.

Mais Artigos
cobra kai
Cobra Kai. Nova temporada já está em produção