Foto: Página Oficial do Teatro Académico de Gil Vicente

Novo confinamento leva ao cancelamento de concertos

Se tinhas bilhete para algum dos concertos, o governo anunciou orientações.

A partir da meia-noite da passada quinta-feira (14), todas as salas de concertos encerraram, levando ao cancelamento dos concertos agendados. A ministra da Cultura, Graça Fonseca, afirmou que todos os espetáculos cancelados devido ao novo período de confinamento terão de ser reagendados até 31 de março.

Esta medida corresponde à renovação do decreto-lei de março de 2020, que legislava sobre espetáculos cancelados ou reagendados entre fevereiro e setembro desse ano. Este novo decreto também prevê um apoio de até 50% aos trabalhos artísticos não realizados, com a possibilidade das entidades públicas pagarem até metade do valor.

A informação foi anunciada durante a conferência de imprensa da ministra da Cultura, onde foram apresentadas as medidas de apoio ao setor, entre as quais se destacaram o aumento da quota de música portuguesa nas rádios para 30% e os 42 milhões de euros a fundo perdido a serem distribuídos de forma universal e não concursal.

Lê também: Governo aprova 42 milhões de euros a fundo perdido para o setor da Cultura

Na mesma ocasião, Graça Fonseca reagiu à indignação manifestada por muitas pessoas nas redes sociais por ser possível assistir a uma missa mas não a um espetáculo, realçando que “em momento algum foi suspenso o direito à liberdade religiosa, não é possível pela Constituição. Não foi suspenso no anterior confinamento e não é agora. A liberdade religiosa não pode ser afetada em estado de emergência. Nunca foi suspensa e não pode ser suspensa nos termos da Constituição”.

A ministra da Cultura acrescentou também que, no último trimestre de 2020, Portugal foi dos poucos países que manteve os equipamentos culturais abertos. No entanto, e apesar de perceber a frustração causada pelo encerramento dos espaços culturais, sublinha que “a decisão do governo nesta matéria é que a regra é temos de ficar em casa”.

A revista Blitz resumiu todos os concertos cancelados ou adiados devido ao novo período de confinamento. Podes consultar essa lista aqui.

Mais Artigos
All Together Now
‘All Together Now’ ganha edição especial com crianças