Bridgerton
Fotografia: Liam Daniel/Netflix © 2020

10 séries e filmes para veres depois de ‘Bridgerton’

Bridgertona série do momento que já quebrou recordes na Netflix é uma viagem de emoções. Chegar ao fim dos oito episódios pode deixar-te com saudades das personagens, que ainda não sabemos se vão voltar para uma segunda temporada. Até haver novidades, estas são as séries e filmes que sugerimos depois de uma maratona de Bridgerton.

The Great

Elle Fanning é Catarina a Grande em The Great
Fotografia: HBO / Divulgação

Se adoras palácios luxuosos e tramas dramáticas, não podes deixar The Great passar despercebida. Em dez episódios, podes ficar a conhecer a imperatriz russa, Catarina, a Grande, e as suas peripécias como novata na corte. Baseada em eventos reais, mas com um toque forte de sátira, a série protagonizada por Elle Fanning e Nicholas Hoult foi uma das melhores de 2020 para o Espalha-Factos e está disponível na HBO Portugal.

Emma. de Autumn de Wilde, 2020

Anya Taylor-Joy em Emma
Anya Taylor-Joy em Emma. (Fotografia: Reprodução/D.R.)

Se viste Bridgerton mas gostavas de conhecer a Inglaterra regencial a partir de uma perspetiva mais realista e verídica — de alguém que viveu a época e que, de forma mordaz e inteligente, a observa, descreve e critica —, não podes perder Emma., a mais recente adaptação da obra-prima de Jane Austen

A sua obra mais cómica e mais incisiva transforma-se num filme que é moderno mas com respeito pelo romance de costumes no qual se baseia, com um guarda-roupa maravilhoso (e, desta feita, mais verossímil e cuidado) e uma história de amor no seu centro. Emma Woodhouse é uma rapariga mimada e rica numa pequena vila inglesa. Armada em casamenteira, Emma acaba enrolada numa série de mal-entendidos que lhe trarão muitos problemas… e que a farão descobrir várias verdades encobertas — inclusive, sobre si mesma.

Sex: Explained

Todos nós vimos o quão intensa foi a viagem de Daphne, no que toca à sua exploração sexual e falta de informação sobre a vida sexual. Para que não haja dúvidas, a Netflix aliou-se à Vox mais uma vez para um spin-off de Explained — tal como aconteceu com Mind: Explained.  Narrada por Janelle Monáe, a série procura explicar desde fantasias sexuais à biologia da atração. Let’s talk about sex, baby.

O Diário de Bridget Jones

bridget-jones

Bridget Jones e Bridgerton têm mais em comum do que as parecenças no nome. A história de uma mulher solteira na casa dos 30 é baseada (muito vagamente) em Orgulho e Preconceito de Jane Austen. A trilogia de filmes é divertida, imprevisível, e satiriza a obsessão moderna pela vida romântica perfeita. Os dois primeiros filmes estão disponíveis na Netflix

Derry Girls

Derry Girls
Nicola Coughlan, a Penelope de Bridgerton, é Clare em Derry Girls (Fotografia: Netflix).

Se a tua personagem favorita era a Penelope, e se adoras histórias engraçadas com protagonistas femininas, Derry Girls tem de estar na tua watchlist. A série da Netflix passa-se na Irlanda, nos anos 90, e acompanha um grupo de amigas que tenta descobrir-se na adolescência.

Reign

Reign
Fotografia: Reprodução/D.R.

Com quatro temporadas, Reign — o drama histórico que mistura facto e ficção — conta a história da adolescente Maria, Rainha dos Escoceses (Adelaide Kane), quando ela chega à França para formalizar o casamento arranjado com o Príncipe Francisco (Toby Regbo). No entanto, enfrentam muitas complicações no caminho para o altar, a maior delas será a mãe de Francis, a Rainha Catarina (Megan Follows), que acredita que o filho morrerá ao casar-se com Maria, e Bash (Torrance Combs), meio-irmão de Francisco e filho ilegítimo de Henry, que desenvolve sentimentos românticos por Maria.

Emily in Paris

Ashley Park e Lily Collins em Emily in Paris uma série para ver depois de Bridgerton
Fotografia: Stephanie Branchu/Netflix © 2020

Se adoras histórias passadas em mundos fantásticos muito diferentes da realidade, Emily in Paris é para ti. Um verdadeiro conto de fadas do século XXI, a série segue a americana Emily (Lily Collins) numa nova vida em Paris. Há triângulos amorosos e comédia com muita moda e glamour à mistura à tua espera na Netflix.

Marie Antoinette

Marie Antoinette um filme para ver depois de Bridgerton
Kirsten Dunst em Marie Antoinette (Fotografia: Reprodução/D.R.).

Realizado por Sofia Coppola, este clássico moderno conta a história de Marie Antoinette, duquesa austríaca que vai para França à procura de um marido e acaba por se encontrar o Rei Sol, Luís XIV. O seu casamento será derradeiramente responsável pela queda e ascensão da primeira femme fatale da história.

Marie Antoinette é retratada por Kirsten Dunst, acompanhada por atores como Jamie Dornan e Rose Byrne. A película funde elementos icónicos do século XVIII com a época contemporânea através de uma incrível atenção ao detalhe, algo que rendeu o prémio de Melhor Guarda Roupa nos Óscares em 2007. Um recontar moderno que mistura a ficção com a realidade histórica desta figura tão amada quanto odiada, está disponível na Netflix.

Indian Matchmaking

Indian Matchmaking
Fotografia: Netflix

Pode parecer distante de Bridgerton, mas dá-lhe uma oportunidade. A série documental da Netflix acompanha a casamenteira mais famosa da elite indiana, Sima Taparia, e o seu dia-a-dia nesta profissão que a leva a viajar entre os Estados Unidos e a Índia. Muitos são os casos que recorreram à casamenteira, porque os métodos mais modernos lhes falharam.  

O “casamento arranjado” é uma tradição na cultura indiana, onde se acredita que o matrimónio não é exclusivo aos noivos mas sim uma junção de duas famílias. Muitas são as críticas à série, visto que peca na representação quer da mulher quer da cultura indiana. Ainda assim, a série é uma boa escapadinha e dá-nos aquele drama que muitas vezes procuramos neste formato. 

P.S. — fica a sugestão de pesquisar no Google onde estão os “arranjinhos” do programa neste momento. 

Versailles

Versailles para ver depois de Bridgerton
Fotografia: Reprodução/D.R.

Versailles, um drama de época ambientado em 1667 no lendário palácio francês. Luís XIV (George Blagden), conhecido como “Rei Sol” transformou um pavilhão de caça real, e ao longo do caminho reforçou o poder da dinastia e o domínio cultural de França. Para o público moderno, Luís XIV é uma figura fascinante e estranha. Tornou-se rei aos seis anos de idade e governou por 72 anos, acreditando ter sido enviado por Deus para governar França.

Tendo como pano de fundo poder, amor, traição e guerra, a série Versailles examina um período de definição da história francesa. O rei Luís XIV é um monarca já com 28 anos, à beira da grandeza. Um líder implacável, não vai parar por nada para realizar a visão de criar o mais belo palácio da Europa e tomar o controlo absoluto de França e dos seus inimigos. As três temporadas da série estão disponíveis na Netflix.

Artigo de Carolina Correia (org.), Catarina Amado, Mariana Nunes, Kenia Nunes e Marina Monteiro.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
gloden globes
Golden Globes 2021. Conhece os nomeados para Melhor Filme de Comédia ou Musical