debates
Fotografia: Pedro Pina/RTP

Debates. “É um modelo que não acontece noutros países, estes ‘duelos presidenciais'”

Mais de 20 debates depois, e já com a campanha eleitoral para as Eleições Presidenciais 2021 em pleno fulgor, o Fita Isoladora, podcast do Espalha-Factos, analisa os confrontos de ideias enquanto produto televisivo. Teresa Canto Noronha, jornalista da SIC e antiga correspondente em Bruxelas e em Roma, é convidada.

A repórter, pela sua experiência no estrangeiro, faz também uma análise comparativa daquele que é o cenário, ao nível dos debates, no panorama internacional, sublinhando que “estes debates dois a dois, todos contra todos“, naquilo que intitula “duelos presidenciais“, são algo que “não acontece noutros países”. Realça que, internacionalmente, é mais comum haver debates entre grupos de candidatos ou entre os candidatos presidenciais, mas não uma rotação total de debates entre todos os candidatos.

Teresa Canto Noronha admite mesmo ter “algumas reticências em relação a este modelo de Debates Presidenciais“, assumindo no entanto que, só agora, no fim de todas as emissões, será possível fazer a análise, através das audiências, da viabilidade deste formato e da adesão junto dos espectadores.

Um debate que não prioriza a discussão política

A jornalista, no ativo desde 1989 e com um currículo que passou também pela RTP, onde foi correspondente na capital belga, acredita que este tipo de debate não privilegia a discussão das políticas ou das prioridades ideológicas dos candidatos. “As pessoas viram os debates que lhe interessava ver, mais pelo duelo. Para perceber como é que aquela pessoa, contra aquela outra pessoa, se comportava, mais do que para perceberem as políticas“, conclui.

Assumindo que, enquanto telespectadora e eleitora, este é um formato que não a atrai, Teresa Canto Noronha, em conversa com os anfitriões João Malheiro, Pedro Miguel Coelho e Tiago Serra Cunha, aborda ainda outros temas, como a qualidade da moderação nos debates deste ano, ou ainda a necessidade de fazer uma verificação de factos em tempo real, perante a proliferação de falsas notícias e “factos alternativos”.

O episódio do Fita Isoladora, que conta ainda com um segmento dedicado à chegada de uma série de meditação guiada à Netflix, com a participação da psicóloga e coach Vanessa Yan, e outro sobre a saída de Fátima Lopes da TVI, já está disponível para audição nas plataformas SpotifyApple PodcastsGoogle PodcastsAnchorBreaker e RadioPublic.