gaspar noe saint laurent
Flaunt Magazine

Gaspar Noé e Saint Laurent colaboram em curta-metragem

O filme conta ainda com Charlotte Rampling

O realizador Gaspar Noé reuniu-se com a marca de perfumes Saint Laurent para a realização da curta-metragem Summer of ’21.

A obra, com uma duração de quase 8 minutos, desvenda a nova coleção de Anthony Vaccarello e conta com a presença da atriz britânica Charlotte Rampling, de 74 anos, no meio de uma equipa de modelos.

Um mundo banhado a uma luz vermelha, nebulosa e aveludada, reminiscente dos anos de glória de Giallo“, descreveu a marca Saint Laurent em comunicado. O controverso Gaspar Noé é famoso pela tensão com que envolve os filmes, e a marca explica, também, a sua escolha: “Devaneio e tensão, decadência e perigo“.

A curta-metragem foi produzida pelo designer Anthony Vaccarello e tem como banda sonora um remix da canção I Feel Love, de Donna Summer, composta e escrita com os produtores Giorgio Moroder e Pete Bellotte.

A colaboração marca o regresso da colaboração entre o cineasta franco-argentino e a marca de moda após o lançamento de Lux Æterna (2019) no Festival de Cannes de 2019. O filme, de 51 minutos, juntou as atrizes Béatrice DalleCharlotte Gainsbourg numa conversa sobre bruxas que aproveita para dissertar sobre cinema, o amor pela sétima arte e histeria no set. A estreia do filme nos Estados Unidos da América estava também programada para acontecer em Nova Iorque no Tribeca Film Festival, em abril de 2020, o que não chegou a acontecer dado o cancelamento da edição deste ano do festival devido à pandemia Covid-19.

Gaspar Noé é conhecido como o realizador das longas-metragens Sozinho Contra Todos (1998), Irreversível (2002), Enter the Void – Viagem Alucinante (2009), Love (2015) e Clímax (2018). O artista é ainda aparição regular no já referido festival francês. Charlotte Rampling foi nomeada ao Óscar de Melhor Atriz Principal pelo filme 45 Anos (2015), mas ao longo da sua carreira tem sido presença assídua no cinema europeu, nomeadamente francês, tendo-lhe sido atribuído um Prémio César honorário em 2001 e a Legião de Honra da República Francesa em 2002.

Mais Artigos
A Todos os Rapazes Que Amei
‘A Todos Os Rapazes’. Último filme já tem trailer, e vêm aí mudanças a caminho