Mulher Maravilha é um filme escrito, realizado e protagonizado por mulheres
Fotografia: Divulgação

‘Mulher-Maravilha 3’ já está confirmado

A Warner Bros. fez o anúncio no domingo (27).

A Warner Bros. já confirmou o terceiro filme da Mulher-Maravilha. O papel principal vai continuar a pertencer a Gal Gadot.

O estúdio Warner Bros. anunciou que Gal Gadot vai voltar a vestir a armadura da Mulher-Maravilha e Patty Jenkins vai voltar a assumir a realização do novo filme da saga.

Toby Emmerich, diretor dos estúdios da Warner Bros. assumiu que “os fãs de todo o mundo continuam a abraçar Diana Prince“, revelando o seu entusiasmo por voltar a trabalhar com Gadot e Jenkins, as “Mulheres-Maravilha da vida real“, segundo Emmerich.

Mulher-Maravilha 1984 chegou a Portugal no dia 16 de dezembro, mas nos Estados Unidos o cenário foi bem diferente. Com 66% das salas de cinema fechadas, o filme chegou aos EUA no dia de Natal, acompanhado da estreia na plataforma de streaming HBO Max. Este é o primeiro filme da Warner Bros. a ser lançado numa plataforma de streaming ao mesmo tempo que chega às salas de cinema, sem um custo extra para os telespectadores.

Bilheteira acima das expectativas, mas longe do pré-pandemia

O primeiro filme da saga estreou no verão de 2017 e foi um sucesso de bilheteira. Desta vez, o sucesso tem caraterísticas diferentes, com as receitas, em torno dos 14 milhões de euros no fim-de-semana de estreia nos Estados Unidos a excederem as expectativas em contexto de pandemia, mas sem conseguirem aproximar-se dos números de outras épocas. Para efeitos de comparação, a estreia do primeiro filme conquistou mais de 80 milhões de euros em receitas na estreia norte-americana.

A outra grande estreia cinematográfica a ter acontecido no período pós-pandémico foi Tenet, que ficou abaixo dos oito milhões de euros de receitas de bilheteira no fim-de-semana em que estreou no território norte-americano.

Em Portugal, e Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), o segundo filme da saga foi visto por mais de 25 mil pessoas nos primeiros oito dias de exibição em Portugal, somando sozinho mais espectadores do que todos os filmes exibidos na semana anterior.

Na crítica, o cenário não é tão positivo. Depois de três anos de espera, foram muitos os fãs que parecem não ter ficado satisfeitos com o resultado final e o Twitter tem sido o espelho das diferentes reações ao filme. No Rotten Tomatoes, o filme está com uma pontuação de 65%.

Jill Lepore, a autora de A História Secreta da Mulher-Maravilha, disse ao The New Yorker que “o novo filme sobre um ícone feminino ignora a sua história como mulher rebelde“. Lepore confessou que achou que o filme podia ter dado mais atenção à história das mulheres, especialmente na época crucial que o filme retrata.

Apesar de o terceiro filme da Mulher-Maravilha ter sido confirmado, ainda só se sabe que a atriz principal e a realizadora vão ser as mesmas. Não há, por enquanto, uma previsão de data de estreia e ainda não se sabe se os restantes atores do elenco vão estar de volta no próximo filme de Patty Jenkins.