Death to 2020
Fotografia: Netflix/Divulgação

‘Death to 2020’. Criadores de ‘Black Mirror’ fecham o ano num especial da Netflix

Death to 2020 estreia na Netflix este domingo (27) à mão dos criadores de Black Mirror. A plataforma de streaming revelou o primeiro trailer da produção com um elenco de peso, que promete fazer uma síntese cómica do ano de 2020.

“2020: Um ano tão [introduzir adjetivo à escolha], que nem os criadores de Black Mirror o conseguiam inventar… mas isso não significa que não tenham algo a acrescentar”. É assim que a Netflix introduz Death to 2020, a nova “comédia catártica” que fará um apanhado deste ano atípico de um modo ainda mais peculiar.

No trailer da nova sátira documental, podemos compreender em parte a estrutura desta produção. Um conjunto de personagens, desde historiadores, à Rainha Isabel II e a cidadãos completamente comuns, servirão como comentadores dos eventos do ano.

Segundo a plataforma, os “comentadores mais mal-informados de sempre” serão os veiculadores de um olhar cómico sob as ocorrências, acompanhados por imagens de arquivo verídicas dos últimos 12 meses.

Esta produção localiza-se no espetro oposto de Black Mirror, a série distópica altamente premiada. Em maio, Charlie Brooker, criador, revelou numa entrevista à Radio Times que não estava, no momento, a trabalhar em mais episódios de Black Mirror. O também escritor da série justificou esta decisão ao afirmar que o mundo não estava pronto para o regresso da série, devido a toda a instabilidade provocada pela pandemia da Covid-19. No entanto, Brooker explicou que pretendia revisitar as suas habilidades de comédia e em escrever guiões que provocassem o riso.

A experiência materializa-se em Death to 2020, que, apesar das primeiras imagens, ainda tem no ar o que realmente vai acontecer com todos os personagens. Em conversa com a Vulture, no contexto da sua participação em The Undoing, o ator britânico Hugh Grant deixou escapar que iria interpretar um “historiador bastante repulsivo” num novo “pseudodocumentário de Charlie Brooker” sobre 2020.

Juntam-se ao ator vários intérpretes de renome, como Samuel L. Jackson, Lisa Kudrow Cristin Milioti, que também foi protagonista em USS Callister, o primeiro episódio da quarta temporada de Black Mirror. Brooker e Annabel Jones serão os produtores executivos do filme, ao lado da produtora Alison Marlow.

Mais Artigos
Lupin
‘Lupin’ ultrapassa estreias de ‘Bridgerton’ e ‘Gambito de Dama’ na Netflix