Festival da Canção 2021
Fotografia: EF via D.R

Festival da Canção 2021. Carolina Deslandes, Filipe Melo e Tatanka entre os compositores

As semifinais do evento televisivo decorrem a 20 e 27 de fevereiro e a final a 6 de março

A RTP anunciou esta sexta-feira (4) os 20 compositores responsáveis pelos temas a concurso no Festival da Canção 2021. Entre os maiores destaques da edição estão Carolina Deslandes, Filipe Melo, Tatanka, Virgul, IAN e Stereossauro.

O festival irá contar com 20 canções a concurso. Neste sentido, a RTP convidou diretamente 18 compositores, sendo que os restantes dois foram escolhidos através de um processo de livre submissão de temas. De acordo com a estação pública, os convites dirigem-se a “18 autores de várias áreas musicais para, a solo ou em conjunto com outros autores de letra e música, apresentarem uma canção original e inédita, com a duração máxima de 3 minutos”.

Os compositores convidados são: Anne Victorino d’Almeida, Carolina Deslandes, Da Chick, Fábia Maia, Filipe Melo, Helder Moutinho, IAN, Irma, Joana Alegre, João Vieira, Karetus, Neev, Pedro da Linha, Stereossauro, Tainá, Tatanka, Virgul e Viviane. Já através da “maior participação de sempre na livre submissão” foram escolhidos Pedro Gonçalves, que chegou à final do Festival da Canção em 2017, e ainda Miguel Marôco.

Grande Final fora de Lisboa em risco

Numa emissão em direto através das redes sociais do Festival da Canção, a repórter digital Joana Martins revelou que as semifinais estão marcadas para os dias 20 e 27 de fevereiro do próximo ano, com a Grande Final agendada para dia 6 de março, um dia antes do aniversário da RTP, que deverá também marcar a transmissão, à semelhança do que aconteceu no ano passado.

Contudo, ainda não são conhecidas as localizações dos programas em direto. Desde 2017 que as duas semifinais são transmitidas a partir do Estúdio 1 da RTP, com a grande final a transitar para salas de espetáculo pelo país. Foram elas o Coliseu de Lisboa (2017), o Pavilhão Multiusos de Guimarães (2018), o Portimão Arena (2019) e o Coliseu Comendador Rondão Almeida, (2020) em Elvas. Ainda não é certo que esta deslocação aconteça para a edição de 2021. De acordo com Joana Martins, esta será uma opção pouco provável, devido à atual pandemia.

Elisa vence Festival da Canção
O tema ‘Medo de Sentir’, composto por Marta Carvalho e interpretado por Elisa, venceu o ‘Festival da Canção 2020’ / Foto: Divulgação

Depois da vitória de Salvador Sobral no Festival Eurovisão da Canção, em 2017, a estação pública anunciou que as seguintes quatro edições do Festival da Canção iriam primar pela descentralização, com as respetivas finais a rumarem a outras cidades. Fazendo as contas, esta seria, até informações em contrário, a quarta presença do evento fora da capital, que poderá estar risco e que apenas se poderá confirmar com o avançar da situação epidemiológica.

Presença na Eurovisão 2021 garantida

Depois de se ver cancelado pela primeira vez em mais de 60 anos, o Eurovision Song Contest não se realizou nos Países Baixos, país vencedor em 2019. Ainda assim, aquando da divulgação do regulamento deste ano, a RTP garantiu que Portugal irá participar na emissão europeia, uma vez que existem vários cenários para que o festival aconteça. Entre eles está a gravação, nos respetivos países, das atuações a concurso, na eventualidade de não ser possível uma deslocação ao país anfitrião.

Todos os países confirmados para a edição deste ano, que não aconteceu, transitaram diretamente para 2021. São ao todo 41 as nações a concurso, as mesmas que se deslocaram a Tel Aviv em 2019, à exceção da Hungria. O país quer “apoiar diretamete o valor das produções criadas pelos talentos nacionais da música pop húngara”, ao invés de investir na sua representação no evento. No entanto, em causa poderá estar a incompatibilidade entre os valores do Festival e os valores do governo de extrema-direita que governa o país.

O que nos falta saber?

Para lá da localização das três emissões televisivas em direto, a RTP irá revelar, a seu tempo, os intérpretes que irão dar voz aos temas a concurso. De recordar que os compositores têm a liberdade de interpretar os próprios temas, da mesma forma que os podem atribuir a outros artistas à sua escolha.

Até dia 20 de fevereiro, data da primeira semifinal, serão também anunciadas as distribuições dos temas pelas duas meias finais, os apresentadores de cada um dos eventos, e ainda o júri responsável por 50% dos votos que permitem a 10 canções transitarem para a Grande Final. Desde 2018 que os compositores vencedores do ano anterior têm feito parte do júri. Assim, é expectável que Marta Carvalho, compositora da canção ‘Medo de Sentir’, que conquistou o primeiro lugar em Elvas, siga os passos de Luísa Sobral, Isaura e Conan Osíris no painel especializado.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Fate: The Winx Saga
‘Fate: The Winx Saga’. Fadas chegam à Netflix em carne e osso