Andreia Big Brother
Fotografia: Divulgação

Big Brother. “A Andreia saiu porque quis. O André, numa situação normal, seria expulso”

A eliminação da concorrente do Seixal surpreendeu o painel, que a descreve como "a melhor jogadora desta edição"

Depois de várias semanas a ser destacado, sempre pela negativa, pelo painel de comentadores do Espalha-Factos, a desistência de Rui Pedro acalmou os ânimos na casa mais vigiada do país, talvez até demais. O De Olho no Big Brother regressa com mais um episódio, que aborda a imprevisível expulsão de Andreia, assim como a dinâmica já gasta dos casais intempestivos. A análise, em dupla, de Paulo Barros e Rúben Vieira, seguidor do formato das opiniões que não passam na televisão, com moderação de Filipe Santiago Lopes.

Com uma primeira parte excluída do top5 dos programas mais vistos do dia, a gala de domingo do Big Brother – A Revolução apenas conseguiu segurar a liderança quando Isto É Gozar Com Quem Trabalha saiu do ar. Numa noite que terminou com uma expulsão surpreendente – Andreia abandonou o jogo com 52% dos votos contra Joana – os resultados são analisados por Rúben Vieira como uma vontade da bailarina. “Nas semanas 3, 6, 8 e 9, a Andreia esteve nomeada contra a Joana e nunca foi mais votada do que ela. Se ela está cá fora, é porque quis”, conclui.

Por oposição, a salvação de André em primeiro lugar, apesar de todas as sondagens – e a opinião dos comentadores do episódio anterior – serem favoráveis à sua derrota, potenciou um momento acesso entre o músico e a concorrente madeirense Zena, sua namorada. “O André não é um jogador inteligente, nem sequer compreende que a forma de elas (Andreia e Joana) dizerem que o pedido de namoro era jogo, poderia ser jogo da parte delas”, garante Paulo Barros, que critica ainda o facto de o concorrente “enterrar sempre a Zena em todas as galas”.

Outro dos temas debatidos pelo painel foi a instabilidade das relações dentro da casa. Para Rúben Vieira, “a partir do momento em que começaram a ter uma coisa mais séria, o André começou a meter o jogo à frente da Zena“. O comentador aponta ainda que Jéssica F. é “muito inconstante com os seus sentimentos. O Renato não pode falar uns segundos com a Zena que ela já quer fazer as malas e ir embora”. Já Paulo Barros afirma que “o facto de este pseudo quadrado amoroso ter sido a abertura da gala, mostra a falta de conteúdo que o programa tem”.

Numa semana difícil para programar conteúdos, a TVI apostou nos jogos que habitualmente preenchem a segunda parte da gala. “Faz-me confusão como é que só se lembram destes jogos no fim, porque tivemos montes de jogos do líder que foram desinteressantes”, refere Paulo Barros, sobre a prova que consagrou Jéssica F. como a líder pela segunda vez consecutiva. Por outro lado, Rúben Vieira apreciou a dinâmica utilizada para nomeações mas explica que, “a partir do momento em que estão sete pessoas na casa, e é suposto ficarem cinco nomeadas, não tem sentido estares uma hora a fazer nomeações”.

Por fim, como habitual, as previsões do próximo expulso marcam a última parte do podcast. Ambos os comentadores são unânimes na certeza de que será Sofia a abandonar o jogo. As votações são agora pela positiva e também existe a segurança de que Zena será salva, com Rúben Vieira a acreditar que serão dois os concorrentes a respirar de alívio no especial de hoje. Se assim for, Pedro deverá também ficar salvo, assegura.

O novo episódio do De Olho no Big Brother já está disponível nas plataformas Spotify, Apple Podcasts, Anchor, Breaker, Google Podcasts e RadioPublic.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
andebol
RTP2 acompanha Portugal no Mundial de Andebol