Quentin Tarantino com Brad Pitt e Leonardo DiCaprio
Fotografia: Reprodução/D.R.

‘Era Uma Vez Em…’: Quentin Tarantino assina acordo para dois livros

O realizador anunciou um acordo para o lançamento de dois livros.

O aclamado realizador Quentin Tarantino vai ingressar no mundo da literatura, através de um acordo com a editora HarperCollins para a publicação de dois livros.

Quentin Tarantino assinou um acordo com a editora HarperCollins, uma das cinco mais influentes no panorama anglo-saxónico, para o lançamento de duas obras literárias. A escrita do cineasta sempre impressionou Hollywood, merecendo-lhe dois Óscares para melhor roteiro original com os filmes Django Libertado e Pulp Fiction, e outras duas nomeações, mas desta vez a escrita de Tarantino vai assumir outro formato, com uma adaptação literária de um filme e outra obra sobre o cinema dos anos 70.

A primeira vai ser a adaptação para romance do último filme do realizador, Era Uma Vez em… Hollywood (2019), e a segunda um trabalho de não-ficção intitulado Cinema Speculation.

Era Uma Vez em… Hollywood, para além de ter arrecadado dois Óscares (de Melhor Ator Secundário para Brad Pitt e de Melhor Design de Produção), levou o guião assinado por Tarantino, como é habitual. Um assumido aficionado pela passagem de argumentos de filmes para romances escritos, o autor pretende, com a primeira obra, dar uma nova vida às personagens de Leonardo DiCaprio e Brad Pitt.

De acordo com a editora, o livro seguirá a vida de Rick Dalton e Cliff Booth, antes e depois dos acontecimentos do filme, prometendo não ser uma repetição da obra cinematográfica, mas uma amplificação da história original.

Era Uma Vez... em Hollywood vence Guild Awards
Leonardo Dicaprio e Brad Pitt

Enquanto a narrativa do filme voltou-se para a Hollywood do final dos anos 60, quando Dalton se encontrava com dificuldades em se fixar em bons papéis, e antes do famoso assassinato da atriz Sharon Tate (Margot Robbie) pelas mãos de Charles Manson, o livro foca-se noutra época.

A revista Deadline, que avançou com a novidade, assegurou que Rick Dalton se vai cruzar, nos escritos de Tarantino, com Burt Reynolds, que, não tivesse falecido antes da filmagem, teria participado em Era Uma Vez em… Hollywood. O livro, que cruza assim ficção com personagens reais, estará nas bancas já no próximo verão, juntamente com uma versão digital e em áudio. No outono de 2021 irá também ser lançada uma edição especial da obra em capa dura.

Uma nova vida da história e uma homenagem ao cinema

Esta obra de ficção é baseada num tipo de livros conhecidos em inglês como movie novelizations, que se baseiam numa obra cinematográfica e, para além de adaptarem a narrativa para a literatura, completam a sua história. Tarantino é um grande fã deste género, admitindo ter crescido a ler obras destas, e estar entusiasmado para contribuir para este género de ficção marginalizado.

Já a obra de não-ficção vai ser como um “mergulho profundo nos filmes dos anos 70, uma mistura rica de ensaios, críticas, escrita pessoal e tentadores ‘e se’, vindos de um dos criadores de filme mais celebrados, e o maior fã de cinema“, de acordo com a editora. Cinema Speculation consistirá num conjunto de ensaios e críticas, sendo um verdadeiro tributo do realizador ao cinema dos anos 70.

Quentin Tarantino está a começar a cumprir a promessa antiga de, após terminar a carreira cinematográfica, se lançar na escrita sobre a paixão pelo cinema. O realizador expressou em várias ocasiões que tencionava reformar-se do mundo do cinema depois da realização do seu 10.º filme, passando a dedicar-se a outras artes como a literatura, e também à família.

Apesar de Era Uma Vez em…Hollywood  ter data de publicação para o verão de 2021, Cinema Speculation ainda se encontra sem data prevista de lançamento.

Notícia escrita por Miguel Montes e Helena Costa.
Mais Artigos
Streaming
Streaming. O Governo vai mesmo limitar serviços como a Netflix?