Cultura
Fotografia: EF via D.R.

Podcast. Porque é que a Cultura tem de ser só de Esquerda?

Fita Isoladora desta semana pergunta porque é que a Cultura tem de pertencer só à Esquerda. Há, afinal, grandes artistas que possam ter outro tipo de preferências ideológicas.

Ouve aqui o podcast desta semana:

Esta semana, um manifesto de personalidades do centro-direita e da direita portuguesa condenou derivas autoritárias e a amálgama com forças iliberais, na mesma semana em que o PSD avançou para um acordo parlamentar inédito com o partido Chega!, de extrema-direita. Entre os signatários está o músico Samuel Úria, o que gerou alguma incredulidade por parte de seguidores e fãs do artista. 

O Fita recebeu Adolfo Mesquita Nunes, signatário do manifesto, militante do CDS-PP, antigo secretário de Estado do Turismo e autor do livro A Grande Escolha que já se encontra à venda. A conversa tentou responder à pergunta provocadora: “Afinal, porque é que a Cultura tem de ser só de Esquerda?”.

Fita analisa ainda o regresso de The Crown, que tem nova temporada a estrear este domingo (15). Marina Monteiro, redatora do EF e fã da série, junta-se ao painel para antever a nova parte da história. Miguel Cunha dos Santos, editor do site, já viu os novos capítulos e promete “um bom domingo para os que escolherem fazer uma maratona do drama real.

Com o anúncio da chegada de dois novos canais do serviço público à televisão digital terrestre (TDT) – a RTP África e um novo canal sobre conhecimento -, o Fita Isoladorapodcast semanal do Espalha-Factos, analisa as novas inclusões no serviço. Será isto que a TDT precisa para se reforçar?

podcast, que já está disponível para audição, tem todos os episódios para escuta nas plataformas SpotifyApple PodcastsGoogle PodcastsAnchorBreaker e RadioPublic.

Mini-episódios desta semana:

 

Mais Artigos
Nuno Eiro de regresso à TVI
Nuno Eiró está de regresso à TVI com programa nas manhãs