RTP
Fotografia: EF via Unsplash/RTP

Podcast. Novos canais na TDT são “espaço para a RTP repensar a oferta”

O operador público tem dois novos canais a chegar à televisão digital terrestre. O Fita Isoladora analisa a opção.

Com o anúncio da chegada de dois novos canais do serviço público à televisão digital terrestre (TDT) – a RTP África e um novo canal sobre conhecimento -, o Fita Isoladorapodcast semanal do Espalha-Factos, analisa as novas inclusões no serviço. Será isto que a TDT precisa para se reforçar?

Ouve o mais recente episódio do Fita Isoladora:

Os dois novos canais da TDT não vão chegar por concurso, ao contrário do inicialmente previsto. Depois da entrada da RTP3 e da RTP Memória em 2016, volta a ser o operador público a arrancar com a nova oferta. As duas novas inclusões juntam-se, para lá da RTP1 e RTP2, à SICTVIARTV (o canal do Parlamento).

A inclusão do canal direcionado aos países africanos de língua portuguesa pretende reforçar a “lógica da diversidade de culturas”, refere o presidente do Conselho de Administração (CA) da RTPGonçalo Reis. A RTP África deverá também ser enriquecida com conteúdos direcionados às comunidades africanas residentes em Portugal.

O projeto do novo canal público voltado para o conhecimento é mais ambicioso. A nova aposta tem previstos programas de ciência, ensino e cultura na sua grelha, num conjunto de produção das várias valências da RTP a ser “articulado e desenvolvido com a contribuição das universidades”, explica o secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva.

O painel do Fita Isoladora tenta perceber se este é um passo certeiro no reforço da oferta da TDT em Portugal, bastante mais reduzida do que noutros países. Este pode ser o “espaço para a RTP repensar a oferta”, uma vez que “não tem havido um planeamento adequado da sua oferta de canais”

Ouve também: A RTP2 é demasiado culta e adulta para quem (não) a vê?

Até ao momento, parte do tipo de programação prevista para o canal do conhecimento é assegurada pela RTP2 em diferentes horários. A discussão explora também o que pode acontecer ao segundo canal caso não exista uma melhor gestão de grelhas, com o novo canal a poder “esvaziar” a dois, que tem tido audiências cada vez menores.

A estreia da nova temporada de The Crown também em análise

Gillian Anderson
Fotografia: Netflix / Divulgação

Fita analisa ainda o regresso de The Crown, que tem nova temporada a estrear este domingo (15). Marina Monteiro, redatora do EF e fã da série, junta-se ao painel para antever a nova parte da história. Miguel Cunha dos Santos, editor do site, já viu os novos capítulos e promete “um bom domingo para os que escolherem fazer uma maratona do drama real.

Neste episódio é ainda convidado Adolfo Mesquita Nunes, que fala sobre o novo livro A Grande Escolha e responde ainda à questão provocatória: “A cultura tem sempre de ser de esquerda?”

podcast, que já está disponível para audição, tem todos os episódios para escuta nas plataformas SpotifyApple PodcastsGoogle PodcastsAnchorBreaker e RadioPublic.

Mini-episódios desta semana:

Mais Artigos
Fate: The Winx Saga
‘Fate: The Winx Saga’. Fadas chegam à Netflix em carne e osso