Jeanise Jones borat 2
Fonte: BORAT SUBSEQUENT MOVIEFILM / AMAZON STUDIOS

Borat 2. Maria Bakalova fala sobre cena com Rudy Giuliani

A atriz de 'Borat 2' conta que esteve com o "coração aos pulos" durante a famosa cena com Rudy Giuliani

Maria Bakalova falou sobre o seu lado da cena com Rudy Giuliani, no filme Borat 2. Numa entrevista para o The New York Times, a atriz que vestiu a pele de Tutar Sagdiyev, filha da personagem principal Borat (Sacha Baron Cohen), contou que estava com o “coração aos pulos“, durante a famosa cena com o advogado de Donald Trump.

Bakalova estava no centro da ação, num momento em que Tutar se disfarçou de jornalista, a fim de conseguir uma entrevista com Rudy Giuliani.

À conversa com Dave Itzkoff,  a atriz búlgara confessa ter sentido algum perigo durante a filmagens, “quando Rudy Giuliani ligou para a polícia (…) Felizmente escapámos”. Bakalova diz também ter-se sentido “nervosa“, ao entrar no quarto de hotel com Giuliani, e recordou o conselho de Sacha Baron Cohen. “Sacha disse-me, ‘tu deves estar nervosa numa situação destas. Então, usa os teus nervos. Dá-lhes a volta e aceita-os e eles vão ajudar-te a aguentar isto tudo’“.

A cena conclui com Tudar e Giuliani num quarto de hotel. Depois de algumas bebidas, advogado deita-se na cama e é encontrado numa posição bastante comprometedora, quando Borat interrompe o encontro.

Embora pareça que Giuliani está com as mãos dentro das calças, o mesmo explicou que estava simplesmente a tirar o microfone e a ajeitar a camisa. A atriz recusou-se a esclarecer as dúvidas, dizendo apenas “Eu vi tanto quanto vocês. Se viram o filme, então viram a nossa mensagem. Queríamos que toda a gente que viu o filme tirasse as suas próprias conclusões… O Sacha apareceu no quarto, porque estava preocupado comigo. Então, se ele tivesse chegado mais tarde, não sei o que aconteceria. Mas ele chegou mesmo a tempo“.

Na entrevista, Bakalova agradeceu ainda a oportunidade que Sacha Baron Cohen lhe deu. “Estas coisas não acontecem a pessoas como nós, búlgaras. Na maioria dos casos, existe, eventualmente, um pequeno, pequeno papel num filme, duas ou três falas, como prostituta ou mafioso. Estarei agradecida ao Sacha por ter dado esta plataforma a uma atriz da Europa do Leste, para interpretar uma personagem forte e complexa, que não é só um estereótipo“.

Ainda sobre a relação com Baron Cohen, a atriz partilhou um conselho do pai fictício. “Havia alturas em que a cena era extremamente engraçada e não havia forma de parar de rirO que é mau, pois as pessoas iam perceber que era uma piada. Ele (Sacha Baron Cohen) ensinou-me o truque de cruzar os dedos, fazer pressão no dedo, para parar de rir“.

 

Mais Artigos
Bem Me Quer Artur e David
‘Bem Me Quer’ ultrapassa ‘Amor Amor’ e torna-se novela mais vista do dia