Nazaré
Fotografia: Ana Bento / SIC

Outubro. RTP2 com pior mês de sempre, SIC em mínimos do ano

A entrada no outono não trouxe boas notícias para a RTP2: o canal teve o pior mês da sua história, com a CMTV a atingir cinco vezes a sua audiência. Também a SIC não está com vida facilitada, ao sofrer uma queda mensal significativa e ver a sua distância face à TVI a reduzir-se a mínimos de abril de 2019.

Com pior mês de sempre, RTP2 teve 20% da audiência da CMTV

Entre janeiro e setembro de 2020, a RTP2 oscilou entre os 1% e 1.4% de share médio mensal. Contudo, e num sinal de continuada erosão do desempenho do canal, em outubro deslizou para os 0.8% de quota de mercado, naquele que foi o seu pior mês de sempre. Atingiu um mínimo de 0.6% nos dias 10 e 18, com 0.6%. Já os seus melhores dias foram a 4, 7 e 12 de outubro, nos quais não foi além de 1%.

Estes valores são de tal forma baixos que significam que a RTP2 ficou amplamente atrás dos três canais informativos (RTP3 com 1.3%, SIC Notícias com 2.0% e TVI24 com 1.5%). Já na comparação com a CMTV, líder do cabo, o canal da Cofina valeu em outubro cinco vezes mais que a audiência da RTP2, atingindo uma média de 4.1%. Dito de outra forma, a audiência da RTP2 equivaleu a cerca de 20% da audiência da CMTV.

SIC tropeça para pior valor mensal desde agosto de 2019

Daniel Oliveira e Ricardo Araújo Pereira Governo Sombra
Fotografia: SIC / Tiago Caramujo

Depois de a SIC ter recuperado algum terreno em setembro, com uma subida dos 19.5% para os 19.8%, em outubro sofreu uma grande queda: perdeu 1.1 pontos percentuais, fechando o mês com uma média de 18.7%. Este é o pior registo de 2020 e o pior mês desde agosto de 2019, altura em que tinha alcançado 17.9% de share. O canal conseguiu, ainda assim, liderar 28 dos 31 dias do mês.

Paço de Arcos encerrou o mês com o seu pior resultado diário de outubro: 15.2%. Já o seu melhor dia foi na quinta-feira dia 29, com 22.4% de share, à boleia do jogo da Liga Europa entre Benfica e Standard Liège.

TVI interrompe sequência de 6 meses consecutivos a subir

Desde que atingiu o pior registo mensal do ano em março, com 13.3% de share, a estação de Queluz foi registando subidas consecutivas nos meses seguintes, até alcançar 16.7% em setembro. Contudo, em outubro o canal interrompeu esta sequência de subidas, que foi substituída por uma muito ligeira descida para 16.5% de quota de mercado.

A estação conduzida por Nuno Santos levou a taça em dois dias do mês: no sábado, dia 10, com 15.8%; e no dia 21, com 21.1%, que foi aliás o melhor registo do mês, tendo sido impulsionado pela emissão do jogo da Liga dos Campeões entre F.C. Porto e Manchester City e por mais uma emissão de Dia de Cristina. Os piores dias do mês foram nos sábados dia 3 e dia 17, ambos com 14.0%.

A diferença mensal entre SIC e TVI continua assim a reduzir-se: 5 pontos percentuais de diferença em julho, 3.9 p.p. em agosto, 3.1 p.p. em setembro e agora 2.3 p.p. em outubro. É mesmo a margem mais curta entre os dois canais desde abril de 2019, altura em que estavam separados por 1.9 p.p.

Outros destaques

  • Com o horário de inverno a entrar em ação e com três jogos da Seleção Nacional na grelha, a RTP1 sobe 0.9 pontos percentuais para uma média mensal em outubro de 12.5%. É o melhor mês desde março.
  • RTP Memória repete os 0.6% de média mensal que atingiu em setembro, repetindo o pior mês do ano.
  • A SIC continua a liderar na média anual de 2020, mas está cada vez mais próxima da fasquia dos 20%: desce ligeiramente para os 20.1%. A TVI sobe para 14.8% e a RTP1 mantém-se nos 11.8%.
  • A CMTV segue na liderança do cabo na média anual de 2020, com 4.3% de share.
Lê também: Outubro. ‘Golpe de Sorte’ afunda e futebol domina top dos mais vistos
Mais Artigos
Oprah e príncipe Harry juntos em série para a AppleTV+.
Série de Oprah Winfrey e Príncipe Harry já tem data de estreia