olhares do mediterrâneo
Imagem: Divulgação / "Eva Wishes" (Lisa Diaz)

Festival Olhares do Mediterrâneo de volta com sessões online

O festival de cinema Olhares do Mediterrâneo está de regresso, mas este ano contará com algumas novidades

O Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival está de volta, mas este ano com algumas novidades. Para contornar a situação atual criada pela pandemia Covid-19, o festival contará com sessões tanto online, na plataforma Filmin Portugal,  como no Cinema São Jorge, em Lisboa. Para além disso, contará também com o lançamento de um projeto educativo que se foca no trabalho das mulheres no feminino.

Com estreia marcada para dia 23 de novembro, o evento promove a exibição de filmes feitos por mulheres oriundas ou que trabalhem em países mediterrâneos. O projeto tem como objetivo divulgar o papel da mulher na criação cinematográfica. Na programação constam 55 filmes, incluindo 29 estreias nacionais, nove estreias internacionais, duas europeias e cinco mundiais.

 

No Cinema São Jorge, entre os dias 25 e 29 de novembro, serão apresentadas onze longas-metragens e uma seleção de curtas. Na plataforma online, de 26 de novembro a 10 de dezembro estarão disponíveis 10 longas-metragens e 44 curtas, produzidos em 25 países, incluindo Portugal.

Tanto a abertura como o fecho do festival ficaram a cargo de dois filmes que não se encontram em competição. A 25 de novembro, na sessão de abertura, passará God Exists, Her Name is Petrunya, da macedónia Teona Strugar Mitevska. A 29 de novembro, o fim do festival é assinalado pelo espanhol A Thief’s Daughter, de Belén Funes.

A direção do festival afirma, no programa, que este será “uma intensa semana de filmes, mesas redondas, masterclasses e workshops, [onde] partilharemos experiências sobre como promover o trabalho das mulheres na indústria cinematográfica e debateremos a opção de promover alterações sociais através dos filmes e festivais de cinema“.

O festival Olhares do Mediterrâneo é uma iniciativa do grupo Olhares do Mediterrâneo e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia, e é dirigido por Antónia Pedroso de Lima, Sara David Lopes e Silvia di Marco.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
filmagens
Produtoras podem continuar filmagens durante confinamento