Taylor Swift

Taylor Swift entra na campanha com música em anúncio a favor de Biden

O anúncio foi partilhado na sexta-feira (30) por um representante democrata

Taylor Swift deu autorização para que a sua canção Only The Young fosse utilizada num anúncio não-oficial a favor das políticas de Joe Biden, candidato democrata às eleições norte-americanas.

O vídeo foi lançado nas redes sociais na passada sexta-feira (30), quatro dias antes das eleições. Eric Swalwell, um representante democrata da Califórnia, partilhou na rede social Twitter o anúncio, fazendo questão de citar a música de Taylor. “Lá em cima está a linha de chegada. O nosso futuro vale a nossa luta. Obrigado, @TaylorSwift13, por expressar o que #OnlyTheYoung [apenas os jovens] podem fazer. Vamos correr!“, escreveu Swalwell.

O anúncio conta com a participação de Kamala Harris, que concorre a vice-presidente ao lado de Biden, “Porque é que tantas pessoas poderosas estão a tentar dificultar o nosso voto?“, pergunta no início. O vídeo faz referência, através de imagens e notícias, a vários momentos que marcaram os últimos quatro anos do governo de Donald Trump, incluindo a marcha das sobreviventes do momentos #MeToo e os protestos #BlackLivesMatter, que aconteceram este ano.

Ao mesmo tempo que passam imagens do presidente Donald Trump, de Mitch McConnell (senador norte-americano), Lindsey Graham (membro do Partido Republicano dos Estados Unidos) e Bill Barr (procurador e funcionário do governo americano), ouve-se a seguinte parte da música de Swift: “E o grande homem mau e seu grande clã mau / As suas mãos estão manchadas de vermelho / Oh, com que rapidez, eles se esquecem“.

O anúncio conta ainda com vídeos de jovens a votar no candidato Joe Biden e de jovens a protestar nas ruas. #MeToo, #ICantBreathe, #WearAMask, # BidenHarris2020, #SaveUSPS e #Vote são as hashtags que aparecem antes do vídeo terminar.

A posição política de Taylor Swift

A canção Only The Young foi escrita pela jovem artista após as eleições de 2018, destacando-se como parte do seu documentário Miss Americana, que estreou no Festival de Cinema de Sundance, em 2020. Taylor Swift confirmou que utilizou conscientemente as suas plataformas, seguidas por milhões de fãs, para sensibilizar os seus seguidores relativamente à importância que envolve o processo de votar. A cantora apelou à consciência de cada um quando fossem votar, assumindo estar contra Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos.

Mais Artigos
salas de cinema
Salas de cinema vão estar abertas nas manhãs de fim-de-semana