Daniel Oliveira e Cristina Ferreira
Fotografia: Divulgação/SIC

Contrato de Cristina Ferreira com a SIC valia quase 7 milhões

Os valores reais do contrato milionário constam no processo judicial interposto pela SIC

Na sequência do processo que Cristina Ferreira enfrenta por ter rescindido unilateralmente o contrato com a SIC, antes da data do seu término, ficaram agora a conhecer-se os valores reais do contrato milionário. Segundo os números que constam no processo, a apresentadora auferia cerca de 5 mil euros por dia, num contrato que valia perto de 7 milhões de euros.

Os números que constam no processo judicial e que sustentam a indemnização de mais de 20 milhões de euros pedida pela estação de Paço de Arcos foram divulgados pela TV Mais. O valor total do contrato resulta de duas componentes: ganhos fixos e ganhos variáveis.

Ao nível dos valores fixos, a apresentadora auferia mensalmente 80 mil euros de ordenado base. A este valor, acresciam 7 232 mil euros pelas funções de consultora executiva da estação, 1 339 de subsídio de isenção de horário e 6,23 euros diários, correspondentes ao subsídio de alimentação.

No que respeita aos ganhos variáveis, Cristina Ferreira lucrou um total de 652 mil e 500 euros com os espaços comerciais inseridos dentro do programa — EDP, Viva Melhor, Medicare —, o correspondente a uma média mensal de 36 mil 250 euros.

Pelo concurso Prémio de Sonho, que conheceu 50 emissões fora do horário nobre, a SIC ofereceu 60 mil euros (+ IVA), o que dá uma média mensal de 3 mil 333 euros. Já as chamadas de valor acrescentado renderam à apresentadora, só nos meses de abril, maio e junho de 2020, 51 mil e 700 euros.

Fazendo um balanço total, a apresentadora terá ganho, no ano e meio em que deu a cara pela SIC, 2 milhões 840 mil euros. Tendo em conta os ganhos fixos e as médias dos ganhos variáveis, o contrato teria rendido, de 17 de julho a 30 de novembro de 2022, 3 milhões 922 mil e 350 euros. No total do contrato, Cristina Ferreira receberia 6 milhões e 800 mil euros.

Cristina Ferreira Daniel Oliveira SIC
Fotografia: Rui Válido / Divulgação SIC

Cristina Ferreira responsável por perdas de 24 milhões, aponta a SIC

O fim abrupto da ligação de Cristina Ferreira com a SIC no dia 17 de julho provocou prejuízos, a que a estação recorreu para calcular o valor da indemnização pedida. Em chamadas de valor acrescentado, o canal de Paço de Arcos alega ter perdido 11 milhões e 37 mil euros até ao previsto final do contrato.

O cancelamento de contratos de publicidade terá lesado a estação em 6 milhões 653 mil 189,67 euros. Em ações comerciais, a receita prevista seria de 6 milhões 669 mil e 89 euros. No total, os lucros cessantes correspondem a 24 milhões 359 mil e 767 euros.

Ao valor total dos prejuízos, a SIC abateu o montante que estava previsto ter de pagar a Cristina Ferreira até ao final do contrato (3 milhões 922 mil e 350 euros), a chamada cláusula penal, obtendo o valor pedido de 20 milhões 437 mil 417 euros e 54 cêntimos.

SIC apanhada de surpresa pela decisão

De acordo com a TV Mais, a decisão de cessar antecipadamente o vínculo contratual apanhou de surpresa a SIC, que não suspeitava das intenções da apresentadora. Aliás, salienta o processo, “a boa relação das partes, aliada ainda aos melhores resultados da execução do contrato, motivaram a SIC a propor a Cristina Ferreira a renovação antecipada do contrato“.

O diretor de programas da estação, Daniel Oliveira, terá enviado um e-mail com a proposta de renovação a 26 de junho. No novo contrato, que vigoraria de 1 de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2025, a SIC oferecia mais 10 mil euros mensais à apresentadora, que passaria a auferir 90 mil euros por mês.

De acordo com o processo, Cristina Ferreira “mostrou interesse na renovação do contrato, o que causou estranheza à estação quando, menos de um mês depois, a apresentadora “declarou vontade de cessar unilateralmente” o vínculo com a SIC.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Quentin Tarantino com Brad Pitt e Leonardo DiCaprio
‘Era Uma Vez Em…’: Quentin Tarantino assina acordo para dois livros