Young participation voto jovem
Fotografia: Markus Spiske / Pexels

Participação jovem cresce nos Estados Unidos, três milhões já votaram

A faixa de eleitores dos 18 aos 34 anos é aquela que dá maior vantagem a Joe Biden

Mais de três milhões de jovens norte americanos já votaram, antecipadamente, para as eleições presidenciais do próximo dia 3 de novembro. De acordo com um relatório do Jonathan M. Tisch College of Civic Life da Tufts University citado pela Teen Vogue, o número de votantes entre os 20 e os 29 anos ultrapassa em larga escala os que recorreram a este instrumento na eleição ganha por Donald Trump, em 2016.

Segundo o Center for Information & Research on Civic Learning and Engagement (CIRCLE), dois terços do eleitorado jovem votou em estados considerados decisivos para definir a vitória nas presidenciais. De relembrar que Donald Trump foi eleito Presidente obtendo quase menos três milhões de voto que a democrata Hillary Clinton. Contudo, o candidato republicano elegeu mais delegados do colégio eleitoral norte-americano, que não é proporcional.

Só três dos 50 estados, Califórnia, Flórida e Texas, por exemplo, que, juntos, elegem 133 delegados, cerca de 25% do total. Ao todo, o colégio eleitoral norte americano é composto por 538. Na maioria dos estados, todos os delegados eleitos nesse estado vão para o candidato com mais votos, não sendo distribuídos de acordo com a percentagem do candidato. Exceção apenas para os estados do Maine e do Nebraska.

Mesmo face a barreiras significativas à participação dos jovens, somos encorajados por este nível de votação precoce e pelo enorme envolvimento dos jovens no terreno”, refere o diretor do organismo que se foca no envolvimento político dos jovens nos EUA. Já há quatro anos, o grupo etário mais jovem, entre os 20 e os 29 anos, foi o único em que a percentagem de participação aumentou de 45 para 46%, de acordo com o site United States Census.

Biden beneficia de voto dos jovens

Obama
Foto: Wikimedia Commons

Um inquérito do centro de sondagens Axios and Survey Monkey revela que os eleitores entre os 18 e os 34 anos estão mais inclinados a votar em Joe Biden em 45 dos 50 estados. A última sondagem nacional da Quinnipiac University mostra que, nesta faixa etária, o candidato democrata lidera com 59% das intenções de voto, contra apenas 29% de Donald Trump. Este é, de resto, o segmento do eleitorado em que Biden consegue maior vantagem sobre o atual presidente.

A mesma sondagem aponta que, entre o público mais jovem, a votação antecipada ou por correspondência corresponderá a 64% da participação eleitoral total – só mais baixa que os 70% registados entre os eleitores com mais de 65 anos. Estes números batem certo com uma sondagem da CNN, publicada no início do mês, que indicava que 51% dos eleitores com 18 a 34 anos estavam extremamente ou muito entusiasmados com a possibilidade de votar este ano. Um contraste claro com os meros 30% de 2016.

De acordo com o site U.S. Projection Elections, mais de 56 milhões de pessoas já votaram antecipadamente, pessoalmente ou por correio até sábado (24) às dez da manhã, hora do leste norte americano. A votação antecipada em 2020 já é mais de dez vezes superior ao valor de votos registado em igual período de 2016. Parte dos eleitores tem optado pelo voto antecipado e por correspondência para se proteger da pandemia de Covid-19.

É esperado pelos analistas que votem mais de 150 milhões de pessoas neste ato eleitoral, o que corresponderá a uma participação de quase 63%, a maior das últimas quatro décadas. Em 2016 votaram 136 milhões de pessoas, uma participação de 58% dentro do censo de eleitores registados.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Programas que falharam em Portugal: Jogo de Todos os Jogos
8 adaptações de formatos de sucesso que não resultaram em Portugal