Dia de Cristina
Fotografia: Instagram/Cristina Ferreira

TVI lidera com ‘Dia de Cristina’ e ‘Liga dos Campeões’

Cristina Ferreira e o jogo entre o FC Porto e Manchester City guiaram a TVI para o primeiro lugar das audiências. Líder nas manhãs e no início do horário nobre, a estação de Queluz voltou a respirar de alívio.

Dia de Cristina voltou a vencer nas manhãs da televisão portuguesa, mas por pouco. A primeira parte do programa da TVI conseguiu subir o resultado de audiência média da semana anterior, mas viu Casa Feliz aproximar-se e roubar-lhe a liderança durante 40 minutos não sequenciais. A concorrer com a entrevista a Ljubomir Stanisic, Cristina Ferreira escorregou e deixou escapar a liderança, mas apenas em parte. As privadas mantiveram-se próximas durante a entrevista ao novo chef da SIC.

Nas contas finais, na parte da manhã, Cristina Ferreira foi líder com 5,0% de rating e 24,6% de share, mas Casa Feliz não se deixou ficar. Com 4,6% de rating e 21,2% de quota de mercado, o programa de Diana Chaves e João Baião registou um valor superior à média anual do programa. Cristina Ferreira só conseguiu liderar destacadamente durante a presença de Fátima Lopes na antena da TVI. Na RTP1, A Praça da Alegria, com Hélder Reis e Joana Teles como nova dupla nas manhãs da estação durante o isolamento da equipa, ficou-se pelos 2,3% / 11,8%.

Já nas tardes, o cenário foi diferente. Após uma larga derrota da TVI (5,4% / 19,0%) contra o Primeiro Jornal (7,2% / 25,1%) da SIC, seguiu-se uma derrota de Destinos Cruzados (3,2% / 13,7%) contra Linha Aberta (4,0% / 17,1%), permitindo Júlia começar numa maré de liderança. Com 4,0% de rating e 16,7% de share, Júlia Pinheiro liderou contra Cristina Ferreira durante o confronto direto, com Dia de Cristina a fixar-se nos 3,8% de rating e 16,0% de share. Nas contas finais, Dia de Cristina fechou as tardes com 4,3% / 16,3%, conseguindo destacar-se contra a última parte do programa da SIC. Porém, no momento em que Cristina Ferreira anunciava que Teresa Guilherme e Cláudio Ramos irão conduzir a nova edição de Big Brother, o programa da TVI não teve força para manter o primeiro lugar contra Amor à Vida. A novela da SIC registou 8,7% / 23,9%, liderando de uma ponta à outra.

Nos totais diários, a TVI voltou às vitórias com 21,1% de share, um dos melhores valores registados em 2020. No segundo lugar, com 19,3%, surge a SIC, seguida da RTP1 com 11,1%. No cabo, a CMTV continua destacada com 3,9%.

Campeões na vitória

Futebol Clube do Porto
Fotografia: FC Porto

O encontro entre o FC Porto e o Manchester City foi o programa mais visto do dia, conquistando mais de um milhão e 789 mil telespectadores. Com 19,1% de rating e 35,0% de share, a Liga dos Campeões liderou do primeiro ao último minuto, atirando o Jornal da Noite para um resultado abaixo da média, com 11,2% / 20,5%. Na RTP1, O Atentado caiu mesmo para o pior valor de sempre, com 3,6% / 6,6%. No melhor momento, o jogo superou a fasquia dos 40% de quota de mercado.

Outros destaques:

  • Quer o Destino está em última semana e conseguiu liderar contra Terra Brava (11,7% / 25,0%) e Golpe de Sorte (6,5% / 18,3%). A novela da TVI foi dividida em duas partes, a primeira com 10,8% / 21,3% – que não liderou – e uma segunda com 10,8% / 26,9%, onde venceu a SIC por 7 pontos percentuais de share.
  • O Preço Certo manteve-se na liderança das audiências. O programa de Fernando Mendes registou 9,7% de rating e 20,7% de share, liderando contra Êta Mundo Bom! (9,8% / 21,8%) e Notícias (5,8% / 13,1%), da TVI.
  • Nazaré abriu o horário nobre da SIC com 13,2% / 24,7%, perdendo durante a primeira parte para o futebol na TVI, que registava 32,6% na altura.
  • Totalmente Demais voltou a escorregar e ficou-se pelos 4,1% de rating e 20,7% de share. A telenovela brasileira liderou contra Big Brother: A Revolução – Extra (3,0% / 17,9%), que só subiu ao primeiro lugar após o fim da novela.
Mais Artigos
Mindhunter
‘Mindhunter’. David Fincher dá esperanças para o futuro da série