James Redford com o pai Robert Redford
Fotografia: Twitter/Sundance

Morreu James Redford, cineasta e co-fundador do Sundance Institute

James Redford, realizador de documentários, ativista e guitarrista, faleceu esta sexta-feira (16), aos 58 anos de idade. O cineasta era filho do ator e realizador Robert Redford.

A morte foi confirmada esta segunda-feira, dia 19, via Twitter, através da conta oficial do Sundance Institute, organização sem fins lucrativos que programa o Festival Sundance de Cinema, voltado para a produção independente de filmes.

A mulher de James, Kyle Redford, revelou ao jornal The Salt Lake Tribune que o cineasta não resistiu a um cancro da via biliar, no fígado, depois de uma longa guerra travada contra uma doença autoimune hepática.

Da obra de James Redford constam, por exemplo, o documentário Happening: A Clean Energy Revolution (2017), uma espécie de jornada pessoal aos começos da era da energia limpa, à medida que ela cria empregos, gera lucro e fortifica as comunidades ao longo dos Estados Unidos da América, ou The Big Picture: Rethinking Dyslexia (2012), obra inspirada pelo filho, Dylan, na qual são expostos vários exemplos de líderes de sucesso que sofrem de dislexia, como ele.

Além do seu trabalho como realizador, James Redford era o guitarrista principal da banda Olive and the Dirty Martinis.

O lendário ator Robert Redford, consagrado por protagonizar obras cinematográficas como África Minha (1985) e Dois Homens e um Destino (1969), já tinha perdido Scott, um dos quatro filhos, em 1959. James era o terceiro na descendência Redford. O ator tem ainda as filhas Shauna e Amy.

Lê também Jeff Bridges revela ter cancro, mas o prognóstico é “bom”
Mais Artigos
Cristina Ferreira Globos de Ouro
Cristina Ferreira apresenta adaptação de ‘All Together Now’