Eduardo Breda
Fotografia: Divulgação

RTP Palco apresenta documentários de Eduardo Breda sobre criação teatral

Os filmes abordam os processos de criação de um espetáculo teatral, bem como as suas inquietações

RTP Palco vai apresentar um ciclo de quatro documentários de autoria e realização de Eduardo Breda, durante o mês de outubro. Os documentários a transmitir são O Retrato (dia 10), Boa Alma (dia 11), Palácio de Cristal (dia 17) e Caos Danado (dia 18) e todos abordam os processos de criação de um espetáculo teatral, bem como as suas inquietações.
Eduardo Breda revela que “a parceria com a RTP vem prolongar o gesto de partilha”. Para além disso, o jovem realizador afirma “que a partilha destes objetos é essencial, de outra forma estes documentários não fariam qualquer sentido. Acho que a forma mais segura de preservar uma memória é conseguir partilhá-la. O facto de agora ter uma plataforma digital que me permite a difusão destes documentários, também me possibilita olhar para mais longe, debruçando-me em futuros projetos. É um incentivo para continuar”.

O cineasta apaixonou-se cedo pela imagem. Aprendeu a utilizar a lente da primeira câmara que teve aos 19 anos. Tanto na fotografia como no vídeo, aprendeu, de acordo com a nota da RTP Palco, a “usar a lente como uma extensão do olhar”.

O Retrato foi o primeiro documentário de Eduardo Breda e é também o primeiro a ser apresentado no ciclo da plataforma do canal público. Entre as propostas, que seguem os processos criativos de vários espetáculos, surge um olhar aprofundado sobre produções de Sara Barros LeitãoMónica Calle, para além da incidência num grupo de atores e em alunos de uma escola de teatro.

O Retrato – dia 10

O Retrato Eduardo Breda RTP Palco
Fotografia: Divulgação

O Retrato é o primeiro documentário de Eduardo Breda e tem como cenário a cidade de Lisboa. A história incide sobre um grupo de atores que interpreta as palavras do romance O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, e que, durante a adaptação da obra para cena, se debatem com o movimento das palavras e sua adequação ao drama. Porém, em vez de retratar o processo de ensaios e montagem do espetáculo, o projeto envolve-se narrativamente nas inquietações de uma produção de teatro, através de um olhar distanciado, “de forma a potenciar um ponto de vista sobre as fronteiras entre a arte e a vida”.

Boa Alma – dia 11

Boa Alma Eduardo Breda RTP Palco
Fotografia: Divulgação

O trabalho documenta o percurso iniciado em 2014 por Mónica Calle, a partir dos espetáculos Os Sete Pecados Mortais, de Bertold Brecht, e A Boa Alma, de Luís Mário Lopes. De acordo com sinopse do documentário que estreou em 2019, “mais tarde, apesar de não fazer parte deste documento, este trajecto artístico aqui registado acabou por se transformar em Ensaio para uma cartografia, um espectáculo que procura uma religação, através do erro, da falha, da insegurança, da inevitabilidade da imperfeição, da fragilidade e da transformação do corpo, mas também da força, da exigência e do rigor”.

Palácio de Cristal – dia 17

Palácio de Cristal Eduardo Breda na RTP Palco
Fotografia: Divulgação

Palácio de Cristal estreia pela primeira vez na RTP Palco, a 17 de outubro. Apresenta o Palácio do Bolhão, no Porto, que, durante o século XIX, foi invejado pelos seus bailes e festas, acomodou a família real, foi pilhado e depois recuperado. “Por entre os corredores e escadas ecoam segredos, dúvidas, incertezas. Mas também entusiasmo, ímpeto e euforia”, de acordo com a sinopse. Eduardo Breda apresenta, dentro do Palácio, os alunos da escola de teatro que funciona no local – a Academia Contemporânea do Espetáculo (ACE) – transfigurados em pequenas figuras de cristal puras, frágeis, valiosas e conta a história do espaço.

Caos Danado – dia 18

Caos Danado Eduardo Breda
Fotografia: Divulgação

Caos Danado acompanha o processo de criação da atriz e encenadora Sara Barros Leitão no espetáculo Teoria das 3 Idades, num percurso paralelo à criação do espetáculo. No Teatro Experimental do Porto, a peça desafia a capacidade das pessoas de evocar e preservar memórias através dos vários tipos de perceção que dispõem. De acordo com a sinopse, “Caos Danado traça uma narrativa que se desconstrói entre a ficção e o documentário”. O trabalho de Eduardo Breda chega à RTP Palco no dia 18 de outubro.

Mais Artigos
Arnold Schwarzenegger
Arnold Schwarzenegger sente-se “fantástico” após cirurgia cardíaca