Jeffrey Dahmer

Jeffrey Dahmer. A história do assassino vai chegar à Netflix

A plataforma de streaming Netflix aprovou Monstro: A História de Jeffrey Dahmer, uma minissérie coproduzida por Ryan Murphy e Ian Brennan onde o infame assassino em série será retratado.

A Deadline confirma que a Netflix deu luz verde à produção dos colaboradores de longa data, prevista para estrear em janeiro do próximo ano. Além dos dois principais diretores executivos, também se irão juntar outros nomes sonantes da indústria televisiva, como Janet Mock, das séries Pose e Hollywood, e Carl Franklin, produtor de quatro episódios de Mindhunter, uma série focada na história das análises de assassinos em série.

Ouve aqui:

Monstro: A História de Jeffrey Dahmer, ao contrário de outras produções onde o assassino foi retratado, vai focar-se na perspetiva das suas vítimas e vizinha, Glenda Cleveland, que por inúmeras vezes tentou alertar as autoridades sobre o seu vizinho, mas nunca foi levada a sério. Este ponto de vista que nega significativamente os detalhes mórbidos e perturbantes dos crimes servirá para focar a incompetência da polícia de Wisconsin a partir dos anos 80 e o “privilégio branco” de que Dahmer poderá ter usufruído, fatores que contribuíram para a continuação dos homicídios até 1991, ano em que foi apanhado.

No que toca ao casting para a produção, o papel principal de Jeffrey ainda não foi atribuído. No entanto, o pai do vilão, Lionel Dahmer, um químico que inconscientemente deu conhecimentos ao seu filho que lhe permitiram a execução dos crimes, vai ser interpretado pelo ator Richard Jenkins, vencedor de um Emmy pela minissérie Olive Kitteridge.

Jeffrey Dahmer, ou “O Monstro do Milwaukee”, foi um dos assassinos em série mais notórios da história norte-americana e custou a vida a 17 homens e crianças, ficando conhecido pelos seus crimes macabros, que envolviam canibalismo, necrofilia e a preservação de partes corporais.

Mais Artigos
Domingao sic
Audiências. ‘Domingão’ sobe ao melhor resultado desde a estreia