Escola Virtual e Aula Digital

Portugal volta a descer no ranking da competitividade digital

Portugal continua a cair no ranking da competitividade digital. Os dados são do ranking anual da competitividade digital do IMD World Competitiveness Center referentes a 63 países analisados.

O país desceu três posições, da 34.ª para a 37.ª. É o terceiro ano consecutivo em que Portugal desce na tabela. O ranking avalia três áreas: conhecimento, tecnologia e a preparação para o futuro. A Porto Business School é a parceira da IMD World Competitiveness Center para avaliar o desempenho do país.

Conhecimento e preparação para o futuro a contribuir para descida

Ranking competitividade digital
Fotografia: Reprodução/Pinterest

A preparação para o futuro é o indicador em que Portugal mais piorou. Neste parâmetro, o país recuou sete posições, do 34.º para o 41.º lugar. Os principais “pontos fracos” que prejudicam a competitividade nacional nesse aspeto estão relacionados com a agilidade de negócios. O país tem mais de 50 países à sua frente.

Portugal precisa de acelerar, de forma decidida, o seu investimento na geração e transposição, de conhecimento nas áreas digitais para as empresas”, refere a Porto Business School em comunicado citado pelo ECO. O aspeto mais positivo nesta área está relacionado com as atitudes perante a globalização.

Já o conhecimento é a área em que Portugal faz melhor figura. No entanto, piorou comparativamente com outros países, passando do lugar 31 para 33. O país destaca-se negativamente na formação dos trabalhadores, como quinto pior no ranking. O rácio estudante-professor e o número de formados na área das ciências são os aspetos mais positivos, com Portugal a ficar perto do top 10.

Tecnologia não altera face a outros países

Quanto à área tecnológica, é a única em que o país mantém a posição de 2019, a 38.ª. Nos tópicos referentes às leis da imigração e na tecnologia de comunicação, o país ocupa a 5.ª e 4.ª posição. Já a exportação de high-tech e o número de subscritores de banda larga na população colocam Portugal perto do fundo da tabela.

A acessibilidade da população à banda larga mantém-se como um dos pontos fracos. Fotografia: Pinterest/Reprodução

No topo do ranking geral, os Estados Unidos continuam a liderar a lista. Singapura e Dinamarca completam o pódio. Já a China destaca-se na evolução positiva e entra no top 20 (16.º lugar). Em 2019, o país asiático ficou em 22.º. lugar e em 2018, em 30.º.

O ranking do IMD World Competitiveness Center existe desde 2016 e é publicado pela escola empresarial suíça, International Institute for Management Development.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘The Midnight Sky’. Novo filme de George Clooney já tem trailer