Tenet
Fotografia: Warner Bros./Divulgação

‘Tenet’ fatura quase 255 milhões internacionalmente

O filme apenas faturou 35 milhões de euros nos Estados Unidos.

Tenet já alcançou uma faturação de perto de 255 milhões de euros no mercado internacional, o que representa 84% das receitas do filme.

No entanto, a nova longa-metragem de Christopher Nolan continua com receitas de bilheteira desapontantes nos Estados Unidos, faturando apenas 35 milhões de euros. Contudo, espera-se que o filme ainda ganhe outro ritmo com a reabertura dos cinemas em Nova Iorque e Los Angeles. O filme teve um orçamento de 170 milhões de euros.

Esta quebra nas vendas deve-se à Covid-19. A Deadline argumenta que muitos cidadãos norte-americanos não estão cientes que os cinemas reabriram, ou que novos filmes estrearam. Muitos cinéfilos ainda não se sentem confiantes para voltar a sair de casa durante uma pandemia mundial.

Nos Estados Unidos, as várias posturas face à Covid-19 têm sido conflituantes. Se por um lado algumas pessoas são contra o uso de máscaras, outros estão até contra a reabertura de escolas. O mercado do cinema foi afetado por este clima de indecisão.

Em Portugal, mais de 120 mil pessoas viram a história de espionagem de Nolan. A estreia levou 38 mil espectadores às salas de cinema, não ficando muito atrás das 40 mil pessoas que viram Dunkirk.  De acordo com Instituto de Cinema e Audiovisual, o filme teve um receita bruta de 748.020,55 euros. Sendo assim, o blockbuster ocupa o sexto lugar na lista de filmes mais visto no nosso país em 2020, 1917 ocupa o topo da lista, ultrapassando Parasitas e o último capítulo de Star Wars. Quanto ao cinema português, O Filme do Bruno Aleixo ocupa o primeiro lugar.

No mercado chinês, Tenet faturou perto de 17 milhões de euros, com este país a representar 20% das receitas do filme. Tem como maior adversário o filme chinês The Eight Hundred, o filme mais visto de 2020. Tenet ainda fica atrás de Bad Boys Para Sempre, da Sony, e Sonic – O Filme, da Paramount.

Star Wars volta às salas de cinema

Ainda nos Estados Unidos, o quadragésimo aniversário de Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca levou o filme de volta aos cinemas. O segundo filme da saga está disponível em dois mil cinemas e faturou cerca de 775 mil euros.

A Disney está a tratar da distribuição, visto ter adquirido a 20th Century Fox. No fim de semana de abertura este relançamento ficou atrás de Tenet e Os Novos Mutantes, da Marvel, bem como de Em Fúria, protagonizado por Russell Crowe.

Mais Artigos
Dexter
‘Dexter’. O serial killer preferido da América regressa oito anos depois