eddie redmayne
Foto: Dick Thomas Johnson / WikiCommons

Eddie Redmayne critica ataques a J.K. Rowling

O ator não apoia os comentários da autora, mas condena o ódio recebido pela mesma.

Em entrevista com ao Daily Mail no contexto do lançamento do seu novo filme, o ator britânico Eddie Redmayne reforçou o seu apoio à comunidade trans, censurando, no entanto, o ódio recebido por J.K. Rowling.

A escritora do universo mágico de Harry Potter tem recebido muita atenção negativa depois de ter escrito vários tweets e uma carta aberta a desvalorizar e desacreditar a identidade de pessoas transexuais e não-binárias. Depois dos seus comentários transfóbicos, Rowling tem vindo a perder a admiração dos fãs e mesmo de colegas, que condenaram os seus comentários contra a comunidade trans.

Daniel Radcliffe e Emma Watson foram apenas alguns dos muitos nomes que tiveram a oportunidade de trabalhar com a escritora, mas imediatamente expressaram desaprovação pelos seus comentários. Eddie Redmayne também deixou claro o seu apoio à comunidade LGBTQ+, em geral, e trans, em particular, e na sua mais recente entrevista voltou a reforçá-lo. No entanto, o ator crê que o ódio que Rowling se encontra a receber o deixou alarmado, afirmando mesmo que é “completamente nojento”, e que o influenciou a escrever uma carta pessoal de apoio à escritora.

Redmayne é conhecido no universo de Harry Potter por dar vida à personagem Newt Scamander na saga Montros Fantásticos e Onde Encontrá-los, da qual o terceiro filme se encontra agora em produção. Para além de interpretar o feiticeiro, o ator destacou-se em papéis como o de Lili Elbe, em A Rapariga Dinamarquesa, que lhe concedeu uma nomeação para os Prémios da Academia, e o de Stephen Hawking em A Teoria de Tudo, que lhe valeu o seu primeiro Óscar.

A luta pelos direitos trans não é algo desconhecido pelo ator, que já há algum tempo se mostra um aliado nesta luta. Mais pessoalmente, ele critica o facto de ter amigos e colegas que “têm o seus direitos humanos desafiados globalmente e enfrentam discriminação no seu dia-a-dia”.

No filme A Rapariga Dinamarquesa, Redmayne interpretou o papel de Lili Elbe, uma pintora transexual que foi uma das primeiras pessoas a fazer cirurgia de redesignação de sexo. A escolha de Redmayne foi desde logo questionada, mas a questão ressurgiu recentemente com o lançamento do documentário Disclosure: Ser Trans em Hollywood, da Netflix, e voltou a ser mencionada após esta recente demonstração de apoio a J.K. Rowling pelo ator.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
‘Voices of Fire’. Pharell Williams vem em busca dos novos talentos do gospel