Os 7 de Chicago
Fotografia: Divulgação/Netflix

‘Os 7 de Chicago’ mostra protestos e violência policial nos anos 60

Netflix lançou o trailer de Os 7 de Chicago e já há quem diga que é um dos melhores dramas do ano e até um possível candidato aos Óscares. O filme conta com um elenco de luxo e foi escrito e realizado por Aaron Sorkin.

Baseado numa história real, Os 7 de Chicago retrata os protestos pacíficos da Convenção Democrática, em 1968, e o seu desfecho violento. A polícia e a Guarda Nacional envolveram-se nos protestos e os organizadores foram acusados de uma conspiração para incitar à violência. O julgamento dos ativistas políticos que se seguiu tornou-se num dos mais célebres de sempre.

O elenco do filme tem vários nomes de peso como Sacha Baron Cohen, Michael Keaton, Eddie Redmayne, Joseph Gordon-Levitt, Jeremy Strong (Succession) e Yahya Abdul-Mateen II (Watchmen). O argumento foi escrito por Aaron Sorkin, vencedor do Óscar por A Rede Social. O argumentista também assume a realização do filme. Os 7 de Chicago é o segundo filme que Sorkin escreve e realiza, o primeiro foi Jogo da Alta Rodada, também baseado numa história real.

Um filme atual

Aaron Sorkin disse à Hollywood Reporter que demorou quase 20 anos a concretizar este projeto e que nunca imaginou que os dias de hoje fossem tão semelhantes a 1968. Muitos dos temas do filme — agitação civil, um presidente que proclama a “lei e ordem”, o uso excessivo de força pela polícia, e as tensões internas no Partido Democrático —correspondem exatamente ao que se passa nos Estados Unidos em 2020.

“Eu nunca quis que [o filme] fosse um exercício nostálgico ou uma aula de História. Eu queria que fosse sobre os dias de hoje. Mas nunca imaginei que hoje pudesse ser tão parecido com 1968.”

O novo drama já está a ser apontado como um possível candidato da Netflix aos Óscares. À semelhança dos outros concorrentes da Netflix aos prémios da Academia, Os 7 de Chicago vai estrear-se exclusivamente nas salas de cinema. O filme fica disponível já esta sexta-feira (25) em pelo menos oito salas norte-americanas. Após três semanas, a 16 de outubro, vai ficar disponível na plataforma de streaming internacionalmente.
No início desta semana, houve uma estreia mundial virtual, onde vários críticos puderam ter acesso ao filme. As primeiras reações foram muito positivas.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
’20 20 Cultura para Todos’ adiado devido às restrições de deslocação