Hebe Globo
Fotografia: Divulgação

Globo tem três produções nomeadas ao Emmy Internacional 2020

A emissora brasileira tem obras e artistas a concorrer nas categorias Melhor Atriz, Melhor Telenovela e Melhor Minissérie

Três conteúdos da Rede Globo estão entre os nomeados ao Emmy Internacional 2020 pela Academia Internacional de Artes e Ciências da Televisão. Foram anunciados esta quinta (24) os concorrentes aos prémios, e a emissora brasileira encontra-se em três das categorias.

A novela Órfãos da Terra está entre os nomeados para a categoria “Melhor Telenovela”. Andrea Beltrão, pela performance na série biográfica Hebe, dedicada à apresentadora Hebe Camargo, concorre ao prémio de Melhor Atriz. Na categoria “Melhor Minissérie”, é Elis – Viver é Melhor que Sonhar, a história da cantora Elis Regina, que está na luta por um galardão.

Os vencedores dos Emmy Internacional serão conhecidos no dia 23 de novembro. A Globo já acumula 17 prémios, tendo sido o último atribuído em 2018, o com a novela Malhação: Viva a Diferença, transmitida em Portugal pela própria Globo.

Órfãos da Terra traz mais para Rachid e Guedes

A dupla de autoras de telenovelas Duca Rachid e Thelma Guedes já têm, cada uma e em conjunto, grandes sucessos da televisão brasileira nos seus portefólios. Estar entre os nomeados dos Emmy Internacional não é novidade para as duas: em 2013, por exemplo, ganharam na mesma categoria, Melhor Telenovela, com a obra Jóia Rara.

A novela das 6, como é indicada na programação da Globo, conquistou o público nacional e internacional. A trama de amor entre dois refugiados sírios, Laila (Julia Dalávia) e Jammil (Renato Góes), que fogem para reconstruirem as suas vidas, venceu, em 2019, o Rose D’Or Awards na categoria Drama em Série. Em 2020, foi a vez de conquistarem o Grand Prize do Seoul Drama Awards. A telenovela portuguesa Na Corda Bamba, assinada pelo brasileiro Rui Vilhena, e com realização do também brasileiro Marcos Schechtman, está também nomeada ao prémio.

A obra com direção artística de Gustavo Fernández foi exibida no ano passado, entre os meses de abril e setembro. Em comunicado, é descrita pela Rede Globo como uma história que tem “como principais mensagens a empatia, a diversidade cultural e a superação em nome do amor“.

Beltrão no spotlight

A atuação de Andrea Beltrão na série Hebe, que pode ser apreciada atualmente na emissão brasileira da Globo, aos domingos, foi reconhecida internacionalmente. Beltrão concorre ao prémio de Melhor Atriz com o papel de uma das mais autênticas e inesquecíveis personagens da televisão brasileira, a apresentadora Hebe Camargo.

A série é de criação de Carolina Kotscho, e mostra toda a trajetória de Hebe através das memórias da própria apresentadora. Tem início em 1940, e vai até 2012, quando faleceu, aos 83 anos, de cancro.

Andrea Beltrão concorre na mesma categoria em que Fernanda Montenegro venceu em 2013, pelo seu papel em Doce de Mãe. A lendária atriz foi a primeira brasileira a vencer este Emmy.

Elis nas telas e no Emmy

A minussérie Elis – Viver é melhor que sonhar concorre na categoria “Melhor Minissérie”. De autoria de George Moura, Hugo Prata, Luiz Bolognesi e Vera Egito, a obra conta a história da cantora Elis Regina. Aborda todas as diferentes fases e géneros musicais pelos quais a artista passou.

A série de direção de Hugo Prata é uma coprodução da Globo Filmes com Bravura Cinematográfica e Academia de Filmes.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Cristina Ferreira anuncia o Futuro da TVI
O Futuro está aí. As novidades da TVI para 2021