Cristina Ferreira e Cláudio Ramos tiveram uma conversa sobre o futuro do apresentador na TVI.
Instagram / Dia de Cristina

‘Dia de Cristina’. Cláudio Ramos vai cumprir “um sonho maior” na TVI

O apresentador foi um dos convidados do novo programa de Cristina Ferreira.

Na primeira emissão do tão esperado Dia de Cristina, o novo projeto de Cristina Ferreira na TVI, Cláudio Ramos foi um dos convidados durante a manhã desta quarta-feira (23), para uma conversa onde se falou da saída de ambos da SIC, da passagem de Cláudio pelo Big Brother 2020 e ainda dos planos para o futuro do apresentador.

A conversa já tinha sido anunciada na emissão do Você na TV! de segunda-feira (21), em que Cristina e Goucha se despediram do formato enquanto dupla. No programa, a apresentadora prometeu que iria receber Cláudio para uma conversa sobre a sua saída da estação de Carnaxide para a de Queluz de Baixo, na altura com a apresentação do BB 2020 em vista.

No programa desta quarta-feira (23), Cláudio descreveu a proposta da TVI como “irrecusável” e que “o projeto era maravilhoso”, referindo-se ao Big Brother 2020. O apresentador adiantou que saiu da SIC porque este novo projeto que ia fazer “não o conseguiria fazer na SIC”. Detalhou ainda que chegou a ter uma reunião com Daniel Oliveira, diretor de programas da SIC, mas que saiu “a bem” do terceiro canal.

Ainda em torno do tema da saída de Cláudio Ramos da estação de Carnaxide, o apresentador confidenciou que não saiu por dinheiro nem pelas condições e deixou claro que foi “muito feliz a fazer O Programa da Cristina”. Cristina abordou também o antigo programa matinal que apresentava no terceiro canal, dizendo a Cláudio que os dois, juntos, eram O Programa da Cristina. Acrescentou que tem ainda mais projetos para o apresentador.

Na transição da SIC para a TVI, Cláudio referiu que deixou de ver O Programa da Cristina, “tive que deixar de ver”, mas que, apesar do que se dizia da imprensa, não saiu “alegre e contente.” O apresentador assume que, para além de ter estado 18 anos na SIC, “aquele último ano e meio foi muito bom”, dizendo ainda ter noção de que se não fosse O Programa da Cristina, “eu não teria feito o Big Brother, eu não tenho ilusões nenhumas”.

Quando Cristina saiu da TVI, Cláudio soube que ia sair do BB

A conversa centrou-se também na experiência do apresentador a conduzir o Big Brother 2020 e Cláudio disse ter-se sentido “muito feliz” no papel, apesar da tristeza provocada pela “plateia vazia, em clima de pandemia”. E quando Cristina anunciou o regresso à TVI, Cláudio revela que soube logo nesse dia que iria deixar de apresentar o reality-show, pois tinha “uma intuição”. Quando os rumores se confirmaram, e rebatendo o que a imprensa disse nos últimos meses, Cláudio disse nunca ter achado que Cristina lhe tinha tirado “o Big Brother por vingança.”

As pessoas foram muito injustas contigo, muito comigo também, eu queria explicar as razões às pessoas, mas há coisas que não posso contar, disse Cláudio, referindo-se ao próximo projeto que vai ter na TVI, ainda desconhecido. Sobre ele, Cristina diz que o apresentador vai “cumprir um sonho maior.” Cláudio lamenta-se ainda não poder contar detalhes, “mas queria muito que as pessoas percebessem que o meu silêncio e a tua decisão não têm a ver com uma coisa pessoal.” Cristina Ferreira revelou ainda que Cláudio Ramos chorou quando soube qual era o seu novo projeto.

Além disso, Cristina abordou as críticas de que tem sido alvo por, supostamente, ter tirado Cláudio Ramos da condução do Big Brother 2020 por razões pessoais. Apesar de lhe continuarem a chamar “vingativa, traidora”, a apresentadora garante: “aquilo que tu (Cláudio Ramos) vais fazer é aquilo para o qual nasceste.”

A escolha de Teresa Guilherme para apresentar o Big Brother — A Revolução não deixou Cláudio ressentido, segundo o apresentador. “O Big Brother não é meu, é um formato da antena e do público”, referiu. Apesar deste sentimento, confessou ter apenas visto a primeira gala da nova edição do reality-show — “custou, não vou mentir”, desabafou.

Mais Artigos
Lily James como Mrs. de Winter em Rebecca
Crítica. ‘Rebecca’ é uma adaptação fraca que não faz jus ao livro