'Snu' chega esta segunda-feira (21) ao pequeno ecrã.
RTP1/ Divulgação

‘Snu’: filme sobre Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro estreia na RTP1

A produção chega ao pequno ecrã esta segunda-feira (21).

Snu, a produção realizada por Patrícia Sequeira e lançada nos cinemas portugueses em março do ano passado, chega à RTP1, esta segunda-feira (21), às 22h30. O filme retrata a história romântica de Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro numa época em que o país ainda se reconstruía no pós-Estado Novo.

O filme conta com Inês Castel-Branco no papel de Snuuma mulher dinamarquesa, casada com três filhos e fundadora da editora D. Quixote, mas igualmente conhecida por publicar livros que iam contra a censura do Estado Novo. Por outro lado, Francisco, interpretado pelo ator Pedro Alemendra, foi um dos mais famosos políticos portugueses da época, tinha cinco filhos e também era casado. Conheceram-se no dia 6 de janeiro de 1976 e começaram a apaixonar-se a partir daí.

O argumento, escrito pela própria Patrícia e Cláudia Clemente, aborda o percurso profissional de ambos, o desenvolvimento da relação e a forma como esta abalou, na altura, as convenções nacionais, num Portugal ainda a curar as feridas deixadas pelo regime salazarista. O casal partilhou valores e ambições, lutou junto pela democracia e liberdade, sendo que a sinopse do filme refere que deixou “a sua marca na Política e na Sociedade.” Morreram os dois em 1980, sendo este o fim de uma história de amor que “mudou Portugal.”

Este é a segunda longa-metragem realizado por Patrícia Sequeira, depois de Jogo de Damas ter estreado em 2016. Snu contou ainda, durante a produção, com a consultoria histórica de Helena Matos, sendo o argumento baseado em biografias e documentação da época dos factos históricos, políticos e pessoais das duas personalidades retratadas.

O elenco é ainda composto por nomes como Simon Frankel, Inês Rosado, Mafalda Lencastre, Rodrigo Tomás, João Reis, Adriano Carvalho, Beatriz Leonardo, Pedro Frias, Maria João Pinho, Nádia Santos, José Leite, Afonso Lagarto, Joana Lopes, Sónia Lisboa, Ana Nave, entre outros. A banda-sonora ficou a cargo de Surma, sendo o projeto idealizado por José Francisco Gandarez e pela produção da Sky Dreams.

Recorde-se que o filme esteve recentemente nomeado para cinco galardões nos Prémios Sophia 2020, atribuídos anualmente pela Academia Portuguesa do Cinema. Inês Castel-Branco foi nomeada para Melhor Atriz Principal pela sua prestação em Snu, Surma esteve nomeada para Melhor Canção Original, com o tema Quiescent, da sua autoria, sendo que, do ponto de vista técnico, Snu esteve nomeado para Melhor Maquilhagem e Cabelos, Melhor Guarda-Roupa e Melhor Direção Artística.

Os vencedores dos prémios foram anunciados na passada quinta-feira (17), numa cerimónia que decorreu no Casino do Estoril e onde os filmes Variações (de João Maia) e A Herdade (realizado por Tiago Guedes) se sagraram os maiores consagrados, arrecadando sete troféus cada um. Snu estreia esta segunda-feira (21), na RTP1, às 22h30

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Jeff Bridges revela ter cancro, mas o prognóstico é “bom”