Filipa Areosa
Fotografia: Pedro Pina/RTP

Filipa Areosa sobre ‘Salgueiro Maia — O Implicado’: “ainda há muita coisa por dizer”

Salgueiro Maia — O Implicado, de Sérgio Graciano, conta a vida de um dos maiores heróis da Revolução de 25 de abril de 1974 e chega aos cinemas a 15 de abril de 2021. O Espalha-Factos conversou com Filipa Areosa, uma das principais atrizes, sobre o processo de gravação o filme e a importância da história para o público.

Descrito como “o primeiro retrato, a projetar no grande ecrã, daquele que é considerado o herói e o símbolo mais puro do 25 de Abril de 1974″, o filme parte da biografia exclusiva e da investigação de António de Sousa Duarte. Depois de lançado nas salas de cinema, a produção junta-se à programação de ficção da RTP para 2020/21, em formato de minissérie.

Filipa Areosa junta-se ao elenco composto por Tomás Alves (Salgueiro Maia), Tiago Teotónio Pereira e Gabriela Barros, entre outros. A atriz, que veste a pele de Natércia Maia, esposa do capitão de abril, admitiu que aprendeu muito com a história que o trabalho retrata e que é importante que todos conheçam o que se passou a seguir, o que se passou antes, o porquê, o como e o lado destas pessoas”.

Salgueiro Maia - O Implicado
Fotografia: RTP

Segundo a nota de imprensa da RTP, “através de uma abordagem moderna, intimista e emocional, ‘Salgueiro Maia – O Implicado’ retrata as histórias que ainda não foram contadas sobre o capitão de Abril”Filipa Areosa também destaca a importância de se contar estas histórias que não são tão faladas. “Espero que [o filme] também abra portas para se falar mais sobre o assunto, porque acho que ainda há muita coisa por dizer, nem sempre tudo é dito e há tanta coisa ainda que se pode falar sobre o pós-25 de abril. O antes fala-se muito, mas o pós não se fala assim tanto e era bom que se falasse e de outras perspetivas”, reforça a artista.

Para além disso, a atriz portuguesa afirma que há ainda outros temas que deviam ser discutidos e apresentados, como é o caso dos retornados e das pessoas que acabaram por ficar nas colónias. No entanto, admite que sabe que, apesar de esse feedback poder ser essencial, “essas pessoas têm dificuldade em falar sobre o assunto”, uma vez que é “um tema difícil de discutir”.

Antes e durante as filmagens, Filipa Areosa foi acompanhada por Natércia Maia, esposa de Salgueiro Maia e figura que interpreta. A atriz destacou o feedback dado por Natércia, bem como a alegria e emoção que demonstrou ao ver a gravação do casamento de ambos. “Ela estava toda emocionada a dizer que o Tomás parecia mesmo o Salgueiro Maia. Foi muito engraçado. E foi bom. É sempre bom quando criamos assim alguma semelhança com o que era”, explica.

Com Pedro Miguel Coelho.
Mais Artigos
fernanda montenegro
Fernanda Montenegro: 91 anos da grande dama do cinema brasileiro