Coimbra
Fotografia: Nelson_Carvalheiro

Coimbra abre concurso para o logótipo da candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

A Câmara Municipal de Coimbra anunciou esta terça-feira (9) o lançamento de um concurso no âmbito da candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027. O objetivo é a criação de um logótipo da cidade para apresentar a proposta com o intuito de receber o evento.

Em comunicado da autarquia enviado à Agência Lusa, a iniciativa justifica-se como uma “forma de a autarquia envolver a comunidade e incentivar a participação dos cidadãos neste processo de elaboração da candidatura”.

O concurso destina-se “a pessoas singulares ou colectivas, que tenham como actividade profissional o design gráfico, marketing ou comunicação, para a criação da imagem da candidatura”.

Os participantes podem apresentar mais do que um trabalho. Contudo, cada trabalho é considerado como uma candidatura autónoma. O regulamento do concurso pode ser consultado aqui.

Prémio, prazo de entrega e critérios de avaliação já estão definidos

O prémio para o projeto vencedor é de dez mil euros. O valor está incluído na dotação de meio milhão de euros disponibilizado do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Coimbra. Coimbra 2027: candidatura a Capital Europeia da Cultura é o tema da edição deste ano.

O prazo limite para a entrega dos logotipos é no dia 27 de Outubro às 16:30. Os projetos podem ser entregues na Divisão de Relação com o Município do executivo conimbricense ou remetidos por correio registado.

Os critérios para a avaliação das ideias são apenas três. A integração e coerência globais, a qualidade criativa e a originalidade do logótipo são  os aspetos em análise pelo grupo de trabalho dedicado à candidatura da “cidade dos estudantes“. “É importante que os concorrentes tenham em consideração o claim da candidatura e consigam comunicar, com eficácia, os valores que lhe estão subjacentes, bem como mostrar, claramente, que a cidade nunca deixou de evoluir”, explica a autarquia.

Luis de matos
A candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura 2027 é presidida pelo mágico Luís de Matos.

O grupo de trabalho inclui ainda os deputados da Assembleia Municipal de Coimbra, pelo PSD Nuno Freitas e pela CDU, Manuel Rocha, o antigos vice-reitores da UC, Luís Menezes e Cristina Robalo Cordeiro e o ex-director regional da Cultura do Centro, Pedro Pita. A iniciativa tem o apoio da Universidade de Coimbra e da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

A Capital Europeia da Cultura é uma iniciativa da União Europeia criada em 1985. O objetivo é permitir mostrar à Europa o desenvolvimento cultural da cidade e estabelecer assim um conhecimento mútuo entre os cidadãos da União Europeia. Em 2027, uma cidade portuguesa e outra da Letónia vão receber a distinção.

Segundo a Lusa, há oito cidades em Portugal candidatas. Para além de Coimbra, Aveiro, Braga, Évora, Faro, Guarda, Leiria e Oeiras também formalizaram a intenção de obterem o epíteto.

Entre as 58 cidades que já acolheram o evento, há três portuguesas no lote. Lisboa foi Capital Europeia da Cultura em 1994, o Porto, em 2001 e, Guimarães, em 2012.

Mais Artigos
‘The Mandalorian’: Disney disponibiliza trailer da segunda temporada