Eurovisão Júnior
Fotografia: Thomas Hanses/EBU

Portugal fica de fora da Eurovisão Júnior 2020

Três anos depois do regresso, Portugal volta a ficar de fora da competição

Portugal vai ficar de fora da edição deste ano do Festival Eurovisão da Canção Júnior. Três anos após o regresso à competição – depois de um interregno de dez anos -, o país volta a não marcar presença na lista de participantes.

A novidade foi conhecida esta terça-feira (8), com a publicação da lista oficial de países participantes no site da Eurovisão Júnior. Ao todo, são 13 os países a concurso: Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão, Espanha, França, Geórgia, Malta, Países Baixos, Rússia, Sérvia e Ucrânia – países que voltam marcar presença -, a Polónia – anfitriã da edição deste ano – e a Alemanha, estreante na competição.

Portugal estreou-se em 2006 na competição. Nesse ano, Pedro Madeira obtinha 22 pontos e um 14.º lugar com o tema Deixa-me Sentir. A atuação foi uma das melhores pontuações nacionais na Eurovisão Júnior. No ano seguinte, foi a vez de Jorge Leiria representar o país, com o tema Só Quero é Cantar, que obteve 15 pontos e um 16.º lugar.

Portugal só voltou a marcar presença em 2017, precisamente dez anos depois. Mariana Venâncio conquistou 54 pontos e o 14.º lugar – repetindo o feito de 2006, com Youtuber. Em 2018, Rita Laranjeira obteve 42 pontos e o 18.º lugar, com Gosto de Tudo (Já Não Gosto de Nada) – a pior classificação obtida por Portugal. No ano passado, coube a Joana Almeida representar o país na Polónia, com Vem Comigo (Come With Me), obtendo 43 pontos e um 16.º lugar.

Atuações à distância em tempo de pandemia

Num ano em que a competição-mãe não se realizou, também a versão júnior da Eurovisão sofre alterações, devido à pandemia da Covid-19. O espetáculo, que decorre pelo segundo ano consecutivo na Polónia sob alçada da TVP, será emitido a partir de Varsóvia. Aí estarão os apresentadores e necessária equipa – com distanciamento social – e decorrerão as atuações de transição, os chamados interval acts.

Todas as atuações a concurso serão apresentadas num estúdio a partir do respetivo país. “As restrições de viagens e os problemas em andamento relacionados com a pandemia de Covid-19 significam, lamentavelmente, que não podemos trazer todos os artistas para a Polónia para competirem pessoalmente no Junior Eurovision Song Contest este ano“, disse Martin Österdahl, Supervisor Executivo do Concurso.

Para garantir a continuidade e a imparcialidade da competição, os membros da organização nos 13 países participantes concordaram em usar um layout de palco e uma configuração técnica semelhantes para transmitir a atuação do seu representante. Sob o mote ‘Move o Mundo‘, o Festival Eurovisão da Canção Júnior decorrerá a 29 de novembro.

Mais Artigos
Emma Corrin
Netflix duplica investimentos em séries do Reino Unido