Mosquito de João Nuno Pinto
Divulgação/Mosquito Filme

‘Mosquito’. Filme português é nomeado aos Prémios Goya

Filme sobre a Primeira Guerra Mundial estreou este ano

O filme Mosquito foi eleito pela Academia Portuguesa de Cinema como candidato aos Prémios Goya. A 35.ª edição dos prémios do cinema espanhol realizar-se-á em fevereiro do próximo ano, em Málaga, e terá como anfitriões Antonio Banderas e María Casado.

O segundo filme realizado por João Nuno Pinto é a aposta da Academia Portuguesa de Cinema para os prémios do cinema espanhol. Mosquito estreou nos cinemas portugueses a 5 de março deste ano, pouco antes de ser declarado o estado de emergência. Em Mosquito, acompanhamos Zacarias e a sua jornada em Moçambique, durante a Primeira Guerra Mundial, à procura do seu pelotão. Nas palavras do próprio realizador, “somos confrontados com o horror da guerra e a subjugação dos povos africanos pelos europeus através do domínio colonial”. O filme foi rodado em Moçambique e produzido por Paulo Branco.

A longa-metragem conta com a participação de atores bem conhecidos, como Ana Magaia, João Nunes Monteiro, João Lagarto, Miguel Moreira e Filipe Duarte, falecido em abril deste ano.

O presidente da Academia Portuguesa de Cinema, Paulo Trancoso, declarou num comunicado de imprensa que “apesar do contexto de pandemia que estamos a viver desde o início do ano, e que tanto prejudicou o cinema português, em 2020 estrearam filmes de grande qualidade como foi o caso de Mosquito.”

(Fotografia: IMDb)

O retrato de uma realidade (quase) apagada

Em entrevista ao Observador, o realizador disse: “Deparei-me com pouca literatura e informação sobre esta época. Depois apercebi-me que foi propositado, houve um blackout do Estado português na altura. O que se passou em África foi outro Holocausto, executado por impérios europeus da altura”. João Nuno Pinto afirma ainda que “Portugal continua a não querer discutir este período, a falar de como fomos ‘os bons colonizadores’, amarrados a uma construção narrativa que vem detrás”.

João Nuno Pinto também realizou o filme América – Uma História Portuguesa, em 2011, com Chulpan Khamatova, Fernando Luís e María Barranco como protagonistas.

Mais Artigos
Chadwick Boseman e Sienna Miller em 21 Pontes
Chadwick Boseman doou parte do salário a Sienna Miller em ’21 Pontes’