Kanye West e Donald Trump
Fotografia: Andrew Harrer/Bloomberg

Kanye West investe 6 milhões de euros nas presidenciais dos EUA

Kanye West investiu perto de 6 milhões de euros na campanha presidencial dos Estados Unidos. A informação é revelada pela Varity, citando um relatório financeiro entregue à Comissão Eleitoral Federal do país.

A quantia inclui o montante destinado a empresas de consultoria de forma a que o seu nome figure nos boletins de voto dos vários estados norte-americanos. Até agora, Kanye West só conseguiu garantir o seu nome no boletim de voto em 10 estados, incluindo Minnesota, Iowa e Colorado.

O cantor já pediu ajuda aos fãs para garantir as assinaturas necessários para integrar as listas de voto, sendo que a empresa que recebeu mais dinheiro foi a Atlas Strategy Group por “serviços de acesso às urnas”, com cerca de 1,08 milhões de euros. A empresa é dirigida por Gregg Keller, ex-diretor executivo da American Conservative Union e que já está há vários anos ligado ao partido republicana no Missouri.

O investimento é praticamente todo realizado pelo candidato, uma vez que o valor de doações é baixo. Menos de 10 mil euros foram provenientes de doações, sendo que 3250 foram divulgados no documento por serem suficientemente relevantes. Os maiores doadores de West são Mac Tylor, de San Francisco, que trabalha com design na Apple, e Laurence Chandler, um estilista que ajudou na linha de roupas de West. Cada um disponibilizou cerca de 850 euros à campanha.

Um longo caminho pela frente

kanye west
© NRK P3

Para ser eleito, Kanye West terá um longo caminho pela frente, numa campanha em que já  ficou marcada por rumores de desistência não confirmados. Para além disso, o candidato independente continua muito longe dos concorrentes nas intenções de voto.

Segundo a empresa de sondagens Redfield & Wilton Strategies num inquérito nacional realizado em julho, o rapper reúne apenas 2% dos possíveis votos dos norte americanos. Muito distante está o candidato do partido democrata e antigo vice presidente dos EUA, Joe Biden, com 48%, e do partido republicano e atual presidente, Donald Trump, que reúne 39%. Porém, a candidatura do músico parece poder vir a ser problemática para Joe Biden, uma vez que vários apoiantes do partido já manifestaram preocupações sobre a possibilidade da campanha de West vir a deslocar os votos da população negra.

Segundo o Politico, o rapper admitiu no rescaldo das anteriores eleições que votaria em Trump se tivesse votado em 2016, mas que não tinha exercido o direito de voto. Nesta campanha, já houve suspeitas de ligação entre o atual presidente norte americano e o cantor.

As 59ª eleições presidenciais norte-americanas vão decorrer a 3 de novembro.

Mais Artigos
benjamim
À Escuta. Benjamim, Noiserv e Slow J preenchem a semana