Fotografia: Sundance Institute

‘Don’t Let Go’ vai estrear na televisão portuguesa

O filme foi lançado em 2019, mas só agora chega a Portugal

O filme Don’t Let Go, de Jacob Estes, vai estrear esta quinta-feira (10), em exclusivo, no canal TVCine Top.

A produção americana de terror estreou oficialmente em agosto de 2019 nos Estados Unidos – onde participou no Festival Sundance de Cinema -, e chega agora, em primeira mão, a Portugal.

A narrativa da longa-metragem promete ser intensa. Segue a história de um homem (David Oyelowo), cuja família é supostamente assassinada. Tudo se complica quando o mesmo homem recebe uma chamada telefónica da sua sobrinha (Storm Reid), tida já como falecida devido à mesma ocorrência. Nesta confusão, o protagonista fica na dúvida se a sua sobrinha é um fantasma ou se é ele que está a ficar louco. Ao que parece a situação é bem real.

Don’t Let Go é protagonizado por David Oyelowo e Storm Reid, numa obra que marca a terceira vez que a dupla trabalham em conjunto – anteriormente, contracenaram em: Jay-Z feat. Beyoncé: Family Feud (2017) e A Wrinkle in Time (2018). Mykelti Williamson, Brian Tyree Henry, Alfred Molina, Shinelle Azoroh e Byron Mann são outros dos nomes presentes no elenco.

Esta obra de suspense e terror tem chamado à atenção pela positiva, devido à mistura de géneros que conjuga – mistério, policial, ficção-científica, entre outros. Todos os cinéfilos podem, assim, encontrar um pouco do que mais lhes agrada nas histórias contadas através da sétima arte.

Don’t Let Go, resultado de uma co-produção entre a Blumhouse Productions e a Briarcliff Entertainment, é classificado para maiores de 16 anos e vai ser exibido no canal TVCine Top duas vezes. A estreia acontece no dia 10 (quinta-feira), às 21h30. Já a segunda exibição será no dia 13 (domingo), às 5h10.

Lê também: Anna Faris deixa ‘Mom’ após sete temporadas

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
SIC Noticias
Opinião. A normalização que queríamos que acontecesse