‘The New York Times’. Plataformas de streaming vencem e guia TV deixa de ser publicado

A rubrica com a programação televisiva era publicada no jornal há 81 anos, mas deixou de o ser este fim de semana

É uma derrota para os meios televisivos e um reflexo dos novos tempos: o guia televisivo do New York Times deixou de ser publicado este fim de semana.

Era uma tradição desde o ano de 1939, sendo, ao longo dos anos, uma fonte essencial de informação que esclarecia os leitores acerca de quais os programas que iriam ser transmitidos diariamente na televisão. No entanto, após 81 anos, o espaço no final dos jornais impressos, denominado de guia TV, foi oficialmente erradicado do jornal nova-iorquino. O último dia de publicação foi no último sábado.

Este não é, porém, o primeiro jornal a eliminar o guia televisivo e a justificação passa pelas plataformas de streaming terem mudado por completo a forma como os consumidores se relacionam com aquilo que veem.

De forma a justificar a decisão, Gilbert Cruz, editor da secção de cultura do New York Times defende que nos encontramos atualmente na era do streaming, sendo que “Os canais de televisão já não refletem a forma como as pessoas consomem televisão”. “Antigamente as pessoas olhavam para o guia TV e diziam: meu Deus, vão dar este filme esta semana. Agora isso deixou de existir. Esse filme está em plataforma como a Netflix sempre que o quisermos ver”, citou o Diário de Notícias.

As plataformas de streaming, como a Netflix, a Hbo, Amazon Prime Video, Filmin ou Disney+, vieram de facto revolucionar o mundo das séries e dos filmes, sendo que são uma alternativa aos meios de transmissão tradicionais.

Em Portugal, o mercado do streaming encontra-se em crescimento, contudo, a televisão é ainda um meio francamente utilizado. Assim, os jornais e revistas portugueses continuam a publicar o famoso guia TV, que também pode ser consultado online em diversos websites.

Mais Artigos
‘The Mandalorian’: Disney disponibiliza trailer da segunda temporada