Foto: divulgação

‘Bem Bom’: filme sobre as Doce ganha novo trailer

O filme chega às salas nacionais a 26 de novembro

Bem Bom, a biografia sobre a girlband portuguesa Doce, ganhou um novo teaser trailer, durante a manhã desta quarta-feira (2). O filme, realizado por Patrícia Sequeira, tem data de estreia marcada para o dia 26 de novembro e conta com Carolina Carvalho, Bárbara Branco, Ana Marta Ferreira e Lia Carvalho nos papéis principais.

“Elas são sexy, elas são ousadas, elas são fortes, elas são AS DOCE!”, é assim que o teaser descreve a girlband mais popular do país, um quarteto onde Carolina Carvalho encarnará o papel de Helena Coelho, Bárbara Branco será Fátima Padinha, Lia Carvalho dará vida a Teresa Miguel e, por fim, Laura Diogo será interpretada por Ana Marta Ferreira. O grupo, ativo durante a década de 80, foi responsável por temas icónicos como ‘Ok, Ko’, ‘Ali Babá’, ‘Quente, Quente, Quente’ ou ‘Amanhã de Manhã’.

O musical, com aproximadamente 100 minutos de duração, vai ser passado em 1979 e contará a história da formação das Doce, terminando com a sua vitória no Festival da Canção de 1982. A história continuará no pequeno ecrã, repartida em sete episódios, a serem transmitidos, em setembro de 2021, na RTP1, até informação em contrário.

Sobre as diferenças entre o filme e a série, Patrícia Sequeira explicou ao Observador: “No filme vamos ver a história de superação de uma banda de quatro mulheres, os altos e baixos, o preconceito, as difamações de que foram alvo, as grande vitórias e derrotas. Quanto à série, vai entrar na vida de cada uma das artistas, olhar as relações com os homens, a crueza da vida das artistas fora do palco. Foram quatro mulheres extraordinárias que ousaram desafiar o Portugal daquela altura”.

A Santa Rita Filmes vai produzir o filme, contando ainda com o apoio da MEO, que ajudou a viabilizar o lançamento de filmes portugueses como Malapata e Snu, este último também realizado por Patrícia Sequeira, onde foi contada a história de amor de Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro. A realizadora confessou à SapoMag que sonhava com este projeto há três anos e que “não podia estar mais orgulhosa” das suas atrizes.

Bem Bom viu o seu lançamento ser adiado devido à Covid-19, sendo que iria, inicialmente, estrear a 25 de junho. Dado o clima de pandemia que se instalou em Portugal e no mundo, a primeira medida tomada pela Cinemundo, noticiada em exclusivo pelo Espalha-Factos, na altura, foi suspender indefinidamente o lançamento do filme. Só a 1 de julho, em comunicado de imprensa, é que a Cinemundo anunciou que o filme iria chegar aos cinemas portugueses a 26 de novembro.

O público foi brindado com as primeiras imagens de Bem Doce durante o mês de abril, onde podemos ver o elenco principal a interpretar o tema Bem Bom, em versão karaoke. Num vídeo promocional lançado em janeiro, Patrícia Sequeira refere que esta é uma “merecida homenagem” à banda que desafiou “um Portugal reprimido” através da dança, da música e da moda. No mesmo vídeo, Bárbara Branco explica que as Doce “vieram rasgar aquele Portugal acabado de sair do 25 de abril”.
Bem Bom segue o recente caminho iniciado por Variações, a biografia de António Variações lançada em 2019 e realizada por João Maia, no que toca a biopics sobre artistas musicais nacionais. Recorde-se que Variações foi considerado o melhor filme nacional do ano pelo Espalha-Factos, e foi ainda o filme português mais visto de 2019, logo seguido por Snu.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
idles, ultra mono
Crítica. ‘Ultra Mono’ e o sentimento acima do gritado no novo álbum dos IDLES