Chadwick Boseman
Fotografia: Jeff Kravitz

As despedidas emocionais a Chadwick Boseman: Rest In Power

Reconhecido pelo seu papel em Black Panther, o ator Chadwick Boseman faleceu esta sexta-feira (28), vítima de cancro. Após o comunicado oficial, são várias as personalidades que já reagiram à notícia.

Chadwick Boseman deixou para trás um legado no grande ecrã que fica marcado pela personagem Rei T’Challa, inesquecível no mundo Marvel. Durante este sábado (29), figuras públicas de diversas áreas já se manifestaram perante a sua partida. Desde atores, democratas, músicos, entre outros, são muitos os tributos partilhados nas várias redes sociais.

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, foi uma das primeiras pessoas a reagir no Twitter. “O verdadeiro poder de @chadwickboseman era superior a tudo que aquilo que vimos nas telas. De Black Panther a Jackie Robinson, ele inspirou gerações e mostrou que nós podemos ser tudo o que desejamos, até super-heróis”, escreveu em forma de homenagem. Também Kamala Harris, candidata a vice-presidente do partido, partilhou a sua tristeza. “Ele era brilhante, culto e humilde. Deixou-nos cedo demais, mas a sua vida mudou as coisas”, afirma.

Vários colegas que trabalharam com a estrela de Black Panther como Chris Pratt, Tom Holland, Chris Hemsworth, Brie Larson, Chris Evans, Mark Ruffalo, Viola Davis, Don Cheadle, Zoe Saldana, entre outros, também reagiram, relembrando o ator através da partilha de fotografias, onde realçam o prazer que foi conhecer Boseman e trabalhar ao lado dele.

As reações além fronteiras

Um rosto tão reconhecido no ecrã, não poderia passar despercebido fora da América. Por isso, personalidades brasileiras e portuguesas prestaram também a sua homenagem ao ator nas redes sociais. É o caso do rapper Emicida, que compara Chadwick Boseman a uma estrela, poetizando assim a sua passagem.

Nuno Markl também reagiu, realçando o facto da personagem Stormin, protagonista no filme Da 5 Bloods dirigido por Spike Lee, já ter sido interpretada entre sessões de quimioterapia, o que demonstra uma grande coragem.

Para além dos diversos papéis que interpretou no ecrã, Boseman foi também rosto de movimentos anti-racistas na vida real, tendo feito parte da lista de 300 actores e realizadores negros que assinaram uma carta aberta dirigida a Hollywood, na tentativa que a indústria deixe de produzir entretenimento que glorifique a violência policial.

Recordamos a vida e carreira de Chadwick Boseman

Mais Artigos
Andreia Big Brother
Big Brother. “A Andreia saiu porque quis. O André, numa situação normal, seria expulso”