Paredes de Coura
Fotografia: EF | Mac DeMarco, imagem de Coley Brown. Yellow Days, imagem de Emma Swann.

Paredes de Coura. Mac DeMarco, Yellow Days e Mão Morta entre as novas confirmações

Os nomes já constavam do cartaz da edição de 2020, que teve de ser cancelada devido à pandemia

A 28.º edição do Vodafone Paredes de Coura, a celebrar em 2021, tem novos nomes em direção ao couraíso. O cartaz conta agora com as confirmações de Mac DeMarco, Yellow Days, Mão Morta, L’Impératrice, Nu Guinea, The Comet Is Coming e Yves Tumor & Its Band.

Os artistas foram confirmados esta quarta-feira (19) pela Ritmos, organizadora do festival que acontece, todos os anos, em agosto na terra minhota que dá nome ao evento. Os nomes confirmados já faziam parte do cartaz previsto para a edição de 2020, que foi cancelada, como todos os outros festivais musicais, devido às limitações impostas pelo Governo português, face à Covid-19.

Juntam-se a estes nomes os Pixies, que já conhecemos há mais tempo; os BadBadNotGood, que já passaram pelo festival em 2017; os IDLES, na sua 4.ª vez em Portugal; e a nova-iorquina Princess Nokia. No cartaz estão também Alex G, Beabadoobee, Floating Points (Live), Jarvis Cocker presents JARV IS…, Mall Grab, Slowthai, Squid e Woods.

As novas confirmações

É a segunda vez que Yellow Days passa por Portugal; a primeira vez foi em 2018, no festival NOS Primavera Sound, no Porto. Na edição de 2019 do Vodafone Paredes de Coura, George van den Broek (ou Yellow Days) estava confirmado, porém, a uma semana do evento, cancelou o seu concerto. Em 2020, estava previsto no cartaz – em 2021, finalmente, poderá ficar a conhecer o Couraíso.

Mac DeMarco está de volta a Portugal, onde esteve pela última vez em 2016, no festival Super Rock Super Bock. O canadiano esteve em Paredes de Coura em 2014 e regressa, assim, 7 anos depois para freak out the neighborhood.

Já os Mão Morta são conhecidos do povo português e os mais antigos admiradores do festival terão, certamente, interesse em assistir: os bracarenses do rock avant-garde estarão mais uma vez em Coura.

Lê também: Festivais. As consequências do cancelamento vão além do setor da música

Os italianos Nu Guinea trazem música eletrónica e L’Impératrice trará pop francês para a mesa. Yves Tumor & Its Band trazem experimental, e The Comet Is Coming trazem jazz.

Os passes gerais para o Vodafone Paredes de Coura 2021 podem ser adquiridos nos locais habituais, pelo preço de 110€. Aqueles que adquiriram bilhete para a edição de 2020 podem trocá-lo, até 31 de março de 2021, no local onde foi adquirido o bilhete, segundo as informações aqui incluídas.

Para os que não podem comparecer em 2021, o reembolso poderá ser pedido, diretamente no ponto de venda, entre 1 e 15 de setembro de 2021, o pagamento dos reembolsos sendo feito nos 15 dias seguintes.

Em entrevista ao Espalha-Factos no passado mês de maio, o organizador do festival, João Carvalho, garantiu que, apesar das restrições deste ano, o próximo ano vai ser mágico. Vai ser o mais bonito de sempre” em Coura. Em entrevista a Madalena Soares, editora no EF, completa: “Se já é um festival de afetos, para o ano será um festival que transborda amor no rio Coura. Vai ser um festival com ainda mais cumplicidade, cheio de reencontros e de alegria“.

Lê também: Paredes de Coura. As histórias inesquecíveis do festival
Mais Artigos
Emma Corrin como Princesa Diana em The Crown
The Crown: O que é verdade e ficção na nova temporada?