Ljubomir
Fotografia: Facebook/página oficial

Ljubomir esclarece bastidores da transferência e desmente TVI

Ljubomir Stanisic explicou esta quarta-feira (19), em entrevista ao Observador, como ficou selado o acordo com a SIC.  O apresentador do Pesadelo na Cozinha revela que a ida para a estação do grupo Impresa ficou decidida numa refeição em casa com o CEO do grupo, Francisco Pedro Balsemão, e o Diretor Geral da SIC, Daniel Oliveira. “O Francisco Pedro Balsemão veio a minha casa com o Daniel [Oliveira] e tivemos um almoço maravilhoso”, revela o chef.

Quanto à quebra de contrato com a TVI, Ljubomir refere que a intenção era cumprir o vínculo até ao fim do ano quando caducava porque “nunca na vida rompeu um contrato”. No entanto, a vontade do CEO do grupo Impresa fez o cozinheiro mudar de ideias, “O Francisco disse que precisava agora de mim e eu acabei por dizer ‘então vamos embora’ .

O chef do 100 Maneiras e do Bistro 100 Maneiras confirmou ainda que as negociações já se arrastavam há algum tempo. “Comecei a falar com o Daniel Oliveira [sobre uma eventual mudança para Paço d’Arcos] há imenso tempo. Ele já me tentou aliciar há muito, somos amigos há vários anos e ele é uma pessoa que respeito muito.

No comunicado da TVI sobre a saída de Ljubomir Stanisic da estação foi escrito que, “por razões de saúde, um problema sério num joelho, e devido à Pandemia, não foi possível concretizar a produção, o que deveria suceder agora, com data marcada para 15 de setembro, dentro do espírito de boa fé e do contratualmente definido entre as partes.”

O chef rejeitou a versão adiantada pelo canal da Media Capital e afirma que “Nuno Santos esteve mal”, revelando ter estado sempre disponível. “Não tem nada a ver! Sou o melhor soldado que qualquer televisão teve na vida e para entrar na guerra é preciso bons soldados”, afirma o Ljubomir. Como referiu anteriormente, Ljubomir agradece à TVI por todo o apoio e mostra-se tranquilo em relação à decisão da estação o processar.

Quanto aos projetos futuros, o chef esclareceu que, “A SIC ofereceu-me a oportunidade para fazer coisas que eu gosto mesmo, uma delas foi trabalhar com amigos. Deram-me canal aberto para trabalhar numa coisa para a Internet com o Paulo Furtado [The Legendary Tigerman], e outra no prime time, ao domingo, como eu gosto“.

O início da aventura do chef na estação de Paço de Arcos começa já em setembro.

Mais Artigos
The Trial of the Chicago 7
‘The Trial of the Chicago 7’ mostra protestos e violência policial nos anos 60