gravações automáticas

Gravações automáticas passam a incluir publicidade já este mês

As três maiores operadoras de telecomunicações em Portugal, MEO, NOS e Vodafone, vão passar a ter anúncios publicitários de 30 segundos nas gravações automáticas. A decisão foi concertada entre as três entidades e a empresa multinacional consultora em gestão, Accenture.

O processo de introdução de publicidade vai ser realizado de forma gradual, consoante o modelo das boxes dos utilizadores, a partir deste mês. A MEO já começou a alertar os clientes acerca da inclusão dos anúncios, enquanto a Vodafone e a NOS vão principiar a adaptação a partir da próxima segunda feira (17).

Os canais de televisão a que pertencem as gravações automáticas têm o poder de autorizar ou manter sem publicidade os conteúdos. Ainda não foram anunciados os meios de comunicação televisivos que vão aderir ao processo. Os canais OTT — Over-The-Top (com recurso a redes públicas de Internet sem o envolvimento de um operador de sistema múltiplo no controle ou distribuição do conteúdo), como a Netflix, não estão abrangidos pela medida. Já os clientes vão poder escolher entre anúncios personalizados ou ver publicidade genérica.

Lê também: Séries dos anos 90 que mudaram a televisão e se tornaram clássicos

Em declarações ao semanário Expresso, as operadoras justificam a decisão com o alinhamento aos métodos de outros países que já incluem campanhas de publicidade nos programas gravados. À mesma fonte, nenhuma das empresas anunciou se há intenção de inserir a opção de só acrescentar publicidade nas funcionalidades de “andar para trás” e “andar para a frente”.

As receitas obtidas através da publicidade vão ser distribuídas pelas operadoras, canais, Accenture e agências especializadas na inclusão da publicidade.

Segundo a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), o número total de assinantes de televisão por distribuição cresceu 4,1%, no primeiro trimestre de 2020, alcançando os 4,1 milhões de subscritores, um crescimento de 160 mil novos assinantes. Em termos de quota de mercado no país, a NOS está à frente com 39,9%, segue-se a MEO com 39,7% e a Vodafone com 16,5%.

Mais Artigos
Big Brother: A Revolução
‘Big Brother’ perde 400 mil espectadores e é derrotado por ‘O Noivo É Que Sabe’