Conta-me Como Foi
Fotografia: RTP / Divulgação

‘Conta-me como Foi’ está de regresso à programação da RTP1

A sexta temporada de Conta-me Como Foi volta a ser exibida nas noites da RTP1. Os novos episódios, que estrearam no fim de 2019, são repostos a partir desta terça (4) no canal público.

Os Lopes, agora a viver o turbilhão dos anos 80, ficarão depois no ar, até ao fim de agosto, de segunda a sexta-feira, anunciam as grelhas da televisão estatal.

Não é a primeira vez que a RTP opta por, no verão, reexibir os episódios da série. Em 2008, depois de transmitidas a primeira e segunda temporadas do enredo, o Canal 1 emitiu de segunda a sexta-feira os primeiros 40 capítulos, de segunda a sexta. Na altura, esta opção de programação permitiu a Conta-me Como Foi contactar com novos espectadores.

Agora serão 19 os episódios a retransmitir. A série tem depois regresso marcado à antena para o outubro, não se sabendo ainda se voltará a ser emitida aos sábados à noite. Na história, já conhecida, a família lisboeta reencontra-se com os espectadores 10 anos depois do último episódio emitido, que aconteceu a 25 de abril de 1974.

Janeiro de 1984. A família Lopes cresceu. Ao patriarca sonhador, António, a Margarida, a mãe carinhosa, a Hermínia, a voz da experiência e aos filhos agora adultos Isabel, Toni e Carlos juntam-se Susana, uma adolescente de 13 anos que António e Margarida adotaram em criança, assim como Simão e Vítor, os filhos de Toni e de Isabel, respetivamente.

Uns mais independentes do que outros, todos construíram vida no novo bairro e, a este núcleo duro da família, juntou-se o primo Zé. Regressado de França após a revolução, Zé é a personificação do português “desenrasca” e bem-disposto, que vê em António um exemplo e um irmão mais velho.”

Lê também: Entrevista. Luís Ganito acha o regresso de Conta-me Como Foi “totalmente possível”
Mais Artigos
kimmy schmidt, unbreakable kimmy schmidt, kimmy
Crítica. ‘Kimmy vs the Reverend’: altruísta e, só depois, feliz