Prémios PLAY
Foto: SP Entertainment/divulgação

Quais os melhores – e piores – ‘looks’ desta edição dos Prémios PLAY

O evento premiou o que de melhor se faz na música portuguesa

Os Prémios PLAY decorreram esta quarta-feira (29), no Coliseu dos Recreios, num evento que premeia o talento musical em Portugal. Ainda que de forma restrita, devido ao cumprimento das regras de distanciamento social cruciais para que eventos como estes possam acontecer, esta foi uma gala repleta de atuações, companheirismo e entregas de troféus.

Depois de meses de confinamento, as figuras portuguesas presentes aproveitaram a oportunidade para se arranjarem como manda a tradição. No entanto, nem todos foram bem sucedidos.

A dupla Filomena Cautela Inês Lopes Gonçalves é icónica pelas mais variadas razões, e, no que toca à moda, também não falhou. As apresentadoras dos Prémios PLAY coordenaram os seus outfits de forma inteligente e sem exageros mas, dentro da dupla, a vitória vai para Filomena. O corte das roupas assentou-lhe melhor em comparação ao efeito mais ‘balão’ dos looks da Inês.

Dentro do grupo que nem deslumbra nem desilude temos April Ivy, com um vestido curto e decotado de cores veranis, Ana Bacalhau e Gisela João, que apostaram em modelos curtos no mesmo tom rosa pálido. Cuca Roseta escolheu um vestido comprido azul off the shoulder e Blaya optou por um modelo dourado que favoreceu o seu brilho natural. Visuais bastante simples, mas que serviram totalmente o seu propósito.

Os fatos e calças pareceram ser a tendência desta gala, com Lena D’Água a mostrar elegância num fato rosa e Mariza Liz a manter-se fiel à sua irreverência com um casaco-capa resplandecente. Já os Expensive Soul, Capitão Fausto, Murta e Xutos jogaram mais pelo seguro, conjugando calças com t-shirts ou camisas e casacos mais casuais. Diogo Piçarra optou pela mensagem política, com uma t-shirt que marcou pela mensagem estampada – Black Lives Matter.

Passando agora para os extremos, apesar de Bárbara Tinoco ter ganho Melhor Artista Revelação, o troféu de pior vestido vai para ela. O modelo que escolheu não a favoreceu de todo, algo com menos volume teria funcionado bem melhor na sua figura baixa e elegante.

O melhor da noite vai para Tainá que, para além do Prémio Lusofonia, ganha em todos os outros aspetos. Com um vestido longo, de alças finas e padrão parcialmente florido, conjugado com uma maquilhagem e cabelo muito subtis, fez sobressair a sua beleza da melhor forma.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Fátima Lopes
Fátima Lopes deixa de apresentar ‘Conta-me’