Lena d'Água no videoclipe de 'Grande Festa'
Fotografia: YouTube/Lena d'Água

Lena D’Água, Capitão Fausto e Camané são os grandes vencedores dos PLAY

Xutos & Pontapés conquistaram o Prémio Carreira

Os PLAY – Prémios da Música Portuguesa decorreram esta quarta-feira (29) no Coliseu dos Recreios. Apresentado pela dupla Filomena Cautela Inês Lopes Gonçalves, o evento, que foi emitido em direto pela RTP1, tem como objetivo galardoar os nomes mais sonantes da música portuguesa no ano de 2019.

A cerimónia dos Prémios PLAY foi marcada por atuações gravadas (consequência da pandemia da Covid-19) de Lena D’Água e sua banda, e de várias duplas, incluindo o inesperado dueto de ProfJam Pedro Abrunhosa, Ana Bacalhau com Diogo Piçarra, Papillon com Murta, Camané com Mário Laginha, Fernando Daniel com Tainá, e Bárbara Bandeira e Kasha. Outro dos pontos altos da noite foi a homenagem a José Mário Branco, um dos mais importantes cantautores portugueses, pela voz de Camané e pelo piano de Mário Laginha.

O Espalha-Factos acompanhou a cerimónia e traz-te os vencedores da gala em que Lena D’Água, Capitão Fausto e Camané & Mário Laginha foram os grandes vencedores. A banda Xutos & Pontapés venceu o Prémio Carreira.

Lê também – Emmys 2020: As primeiras reações, surpresas e desilusões com os nomeados

Melhor grupo

Capitão Fausto – Vencedores

Expensive Soul

Mão Morta

The Gift

Vodafone Canção do Ano (votação do público)

‘Amor, a nossa vida’, de Capitão Fausto

‘Bairro’, de Wet Bed Gang

‘Bússola’, Nenny

‘Também Sonhar’, de Slow J com Sara Tavares

Melhor Álbum

Aqui Está-se Sossegado, de Camané & Mário Laginha – Vencedores

A Invenção do Dia Claro, de Capitão Fausto

#FFFFFF, de ProfJam

You Are Forgiven, de Slow J

Melhor Artista Masculino

Diogo Piçarra

Fernando Daniel

Salvador Sobral

Slow J – Vencedor

Melhor Artista Feminina

Aldina Duarte

Ana Bacalhau

Blaya

Lena D’Água – Vencedora

Melhor Álbum Fado

Aqui Está-se Sossegado, de Camané & Mário Laginha – Vencedores

Puro, de Matilde Cid

Roubados, de Aldina Duarte

Um Fado ao Contrário, de Pedro Moutinho

Prémio Lusofonia

‘Terremoto’, de Annita & Kevinho

‘Menina Solta‘, de Giulia Be

‘Sonhos‘, de Tainá – Vencedora

‘Um Pôr do Sol na Praia’, Silva e Ludmilla

Artista Revelação

Bárbara Tinoco – Vencedora

Murta

Nenny

Tiago Nacarato

Melhor Videoclipe

‘Catavento da Sé‘, de António Zambujo

 ‘Hear From You’, de Branko, Sango, Cosima, ProfJam – Vencedores

‘Grande Festa’, de Lena D’Água

‘Verão’, The Gift

Prémio Carreira

Xutos e Pontapés

Prémio da Crítica

Desalmadamentede Lena D’Água 

Melhor Álbum Música Clássica/Erudita

Manuel Cardoso: Requiem, Lamentations, Magnificat & Motets, de Cupertinos & Luís Toscano:

Archipelago, de Drumming GP/Luís Tinoco – Vencedores

Chamber Music I, de Hugo Vasco Reis

Joly Braga Santos Complete Chamber Music Vol.I, de Quarteto Lopes-Graça, Leonor Braga Santos, Irene Lima

Melhor Álbum Jazz

Liturgy of the Birds, de Daniel Bernardes & Drumming GP

Øcre, de Filipe Raposo

Dentro da Janela, de João Mortágua  – Vencedor

Histórias do Jazz em Português, de André Sousa Machado

 

Recorda o podcast especial de antevisão do Fita Isoladora sobre os Prémios da Música Portuguesa:

Mais Artigos
Web Summit
Web Summit. Slack e o trabalho digital durante uma pandemia