TVI Jornal das 8
Fotografia: EPC (Empresa Portuguesa de Cenários)

CMVM está a analisar as recentes mudanças na estrutura acionista da TVI

Regulador vai "tomar posição a breve prazo" sobre negócio que envolve os dois principais acionistas da Media Capital

Depois de recentes mudanças na estrutura de controlo do grupo Media Capital, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) abriu uma investigação para detetar eventuais relações entre os acionistas. Segundo avança o site Dinheiro Vivo, é a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que está a analisar a natureza da relação entre a Prisa e Mário Ferreira e o impacto na estrutura de controlo do grupo que detém a TVI.

“A CMVM tem estado a analisar, no âmbito do pedido de ilisão de presunção de atuação concertada entre a Prisa e a Pluris (controlada pela empresário Mário Ferreira), a natureza da relação entre estes acionistas e a respetiva repercussão na estrutura de controlo da Media Capital, sendo relevantes, para o efeito da sua análise e decisão, todas as circunstâncias que reflitam a responsabilidade pela tomada de decisões”, confirmou fonte oficial do organismo regulador ao Dinheiro Vivo.

A mesma publicação avança que, o regulador irá tomar uma posição a breve prazo sobre o negócio que envolve os dois principais acionistas da Media Capital.

Foi logo após as alterações à estrutura de controlo do grupo dono da TVI – que anunciou um novo diretor-geral da TVI, Nuno Santos, e um novo CEO, Manuel Alves Monteiro – que a ERC, revelou a abertura da investigação às novas alterações na empresa.

“Tendo tomado conhecimento de mudanças relevantes na estrutura da TVI, está a avaliar o âmbito das mesmas e eventual configuração de nova posição”, informou a entidade reguladora dos media em comunicado, na passada sexta-feira (dia 17).

ERC está a investigar as mudanças na estrutura acionista da TVI, no âmbito do artigo 72.º da Lei da Televisão e dos Serviços Audiovisuais a Pedido, que diz respeito à atividade ilegal de televisão.

As mudanças na estrutura da Media Capital 

No dia 14 de maio deste ano, o empresário Mário Ferreira comprou 30,22% da Media Capital, através da Pluris Investments, numa operação realizada por meio da transferência em bloco das ações por 10,5 milhões de euros.

No dia 16 de julho, o Conselho de Administração que controla a TVI “deliberou a designação de Manuel Alves Monteiro, que vem desempenhando funções de administrador não executivo deste Conselho, para o cargo de Administrador delegado da Sociedade“.

Segundo aponta o site Dinheiro Vivo, parece ser exatamente a ligação de Mário Ferreira ao novo CEO da empresa que está sob escrutínio do regulador dos media. Desde abril que o administrador não executivo do grupo, Manuel Alves Monteiro, é considerado próximo de Mário Ferreira, pois é vogal da Mystic River, uma empresa controlada pelo empresário do norte.

Media Capital está nas mãos da espanhola Prisa, que controla em 64% a empresa. Mário Ferreira tem 30% do capital, enquanto o banco espanhol Abanca tem 5%.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Eduardo Lourenço
Morreu o ensaísta Eduardo Lourenço