netflix
Fotografia: (Reprodução/DR)

Ted Sarandos é promovido a co-CEO da Netflix

Responsável de conteúdos da plataforma vai acumular funções executivas

O responsável de conteúdos da Netflix, Ted Sarandos, foi promovido a co-CEO, anunciou esta quinta-feira (16) o chairman e também CEO, Reed Hastings.

“Estou entusiasmado por anunciar que nomeámos Ted Sarandos para ser co-CEO da Netflix comigo, além de ter sido eleito para o nosso conselho de administração”, começou por dizer Hastings. De seguida, teceu rasgados elogios à colaboração do colega, com quem trabalha desde 2000.

Reed Hastings afirmou que Sarandos tem sido fundamental para a Netflix e que conduziu uma revolução na estratégia de conteúdo da empresa, “muito à frente do seu tempo“.Construiu uma extraordinária equipa, atraindo alguns dos melhores e mais criativos profissionais de entretenimento de todo o mundo”, pode ler-se na nota.

O chairman realçou que “esta mudança torna formal aquilo que já era informal — que o Ted e eu partilhamos a liderança da Netflix” e associou a promoção e o novo cargo de Sarandos na estrutura hierárquica da Netflix “a um longo processo de sucessão”.

Reed Hastings garantiu, ainda, que Ted Sarandos vai continuar como CCO (Chief Content Officer) da companhia norte-americana de entretenimento, acumulando, assim, a função de co-CEO e o inerente assento na própria administração.

Lê também: Alba Baptista. Quem é a nova cara portuguesa na Netflix?

Por sua vez, o agora também responsável pelos destinos da plataforma de streaming, congratulou-se com a promoção recebida e frisou o compromisso que manterá com a empresa.

“Estou empolgado e honrado por ter sido nomeado co-CEO da Netflix. Parte do brilhantismo de Reed é a sua persistência e foi por isso que lhe disse ‘sim’ em 1999 [antes de ingressar na empresa], explica Sarandos. “O meu compromisso com os membros da Netflix no futuro é continuar a desafiar os limites que uma empresa consumidora em primeiro lugar pode alcançar para pessoas que amam histórias“, vincou o novo CEO.

O diretor independente da Netflix, Jay Hoag, mostrou-se concordante com a decisão tomada e otimista quanto ao futuro da companhia americana. “Depois de ver Reed e Ted a trabalharem juntos, a administração e eu estamos confiantes de que este é o passo certo para evoluir a estrutura de gestão da Netflix, para que continuemos a servir melhor os nossos membros e acionistas nos próximos anos”, declarou.

Netflix em ano de crescimento

Esta consensual promoção de Ted Sarandos como co-CEO da Netflix coincide com o aumento de 10,1 milhões de novos subscritores da plataforma de streaming a nível mundial. Entre março e junho de 2020, a Netflix obteve um lucro de 632 milhões de euros, devido à maior procura por entretenimento resultante do confinamento da população.

Mais Artigos
Júlia Pinheiro
Júlia Pinheiro está em isolamento e já tem substituta