Simone de Oliveira no Programa da Cristina
Fotografia: Divulgação/SIC

Simone de Oliveira critica Ministra da Cultura: “Não sabe nada de nós”

Simone de Oliveira esteve esta quarta-feira (15)  n’ O Programa da Cristina, e falou sobre o seu percurso profissional e pessoal, e as dificuldades pelas quais os artistas passam actualmente. Aproveitou para tecer críticas à atual Ministra da Cultura, Graça Fonseca, e também exprimiu as saudades da família durante estes últimos meses.

Em março deste ano, Simone de Oliveira e todos os portugueses tiveram de recolher-se em casa, para salvaguardar a sua saúde e tentar colocar um fim à pandemia que assolava o país. A Covid-19 impôs uma pausa nos espetáculos e digressões dos artistas. Deixou sem trabalho muitos profissionais ligados diretamente e indiretamente ao setor da cultura.

No programa das manhãs da SIC, Simone de Oliveira lembrou a importância deste setor e as dificuldades monetárias atuais pelas quais muitos profissionais estão a passar. Sei que há colegas meus, e de várias áreas, que estão a passar muito mal. Os técnicos, as pessoas todas que vivem dos espetáculos de verão, os músicos, os homens e mulheres fadistas, os teatros, entre outros, enumerou Simone de Oliveira, em conversa com Cristina Ferreira.

A mensagem ao Ministério da Cultura

A artista portuguesa, que confessou estar a recibos verdes há 62 anos, não deixou passar a oportunidade de apontar responsabilidades ao Ministério da Cultura, com particular ênfase à Ministra da Cultura, Graça Fonseca.

A senhora podia ser minha filha. Veja se sabe alguma coisa de nós, porque muito frontalmente eu tenho de lhe dizer que a senhora não sabe nada de nós. Digo isto na sua presença, na presença do Presidente da República e perante todos. Não sabe nada de nós, gente que sofre, que precisa de comer”, disse Simone de Oliveira.

“As pessoas acham que não me sinto só”

Simone de Oliveira emociona-se em O Programa da Cristina
Fotografia: SIC/Reprodução

Também as saudades que Simone de Oliveira sentiu da família durante estes últimos tempos de confinamento, devido à pandemia, foram um ponto marcante da manhã d’O Programa da Cristina. Simone não conteve a emoção e admitiu que a quarentena foi um período muito difícil. A artista sentiu a falta de pequenos hábitos do seu dia-a-dia, que agora já viu repostos.

“Não sou nada de afetos mas senti mais falta do abraço dos meus netos”, disse, acrescentando: “tenho uma grande saudade deles”. As pessoas acham que eu não me sinto só. Que não sinto solidão. E não é bem verdade. Tem sido muito complicado, estes últimos três, quatro meses. Embora com a ajuda dos meus amigos todos e do meu filho. Mas falta-me o resto”, disse, pedindo desculpa de seguida por se emocionar.

Contudo, nesta entrevista, Simone demonstrou como se sente bem com a sua idade e estilo de vida: “ter esta idade é extremamente agradável. Ter a capacidade de reagir às coisas e à vida. Poder cantar e poder representar. A única coisa que me resta é aceitar”, confessou descontraidamente.

A artista está de volta aos palcos com A Valsa da Vida. É possível vê-la atuar no próximo domingo (19) no Teatro Tivoli BBVA.
Mais Artigos
José Condessa
José Condessa garante que “ficou uma boa relação com a Globo”