Miriam Margolyes

Miriam Margolyes de ‘Harry Potter’ responde a comentários de J.K. Rowling

A criadora de Harry Potter voltou a ser alvo de críticas depois de ter feito comentários negativos sobre a comunidade transexual. Depois de vários atores da saga terem condenado a atitude da escritora, Miriam Margolyes juntou-se à lista e falou abertamente sobre o tema.

Numa entrevista ao The Times, a atriz que interpretou o papel de Pomona Sprout, a professora de Herbologia, respondeu aos comentários feitos pela autora de 54 anos, que foram considerados “anti-trans”. A atriz afirmou que não conseguia acreditar que J.K. Rowling tivesse dito algo do género. “Eu sei o que aconteceu…”, disse Margolyes. “Ela tem uma visão muito conservadora sobre pessoas transexuais”.

Miriam Margolyes, que participou no filme Harry Potter e a Pedra Filosofal, afirmou também que acha que não tem uma visão conversadora sobre o tema. “É uma questão de felicidade pessoal e é nisso que temos que nos concentrar”. “Se alguém quer realmente ser uma mulher devia ter permissão para tal. Não se pode ser contra isso. Eu acho que é confuso”, acrescentou.

Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint foram outros dos atores da saga a manifestaram-se contra as afirmações de Rowling, apoiando a comunidade transexual. Katie Leung e Eddie Redmayne, de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, também se pronunciaram sobre o assunto.

Os websites de fãs The Leaky Cauldron e MuggleNet distanciaram-se da posição tomada pela autora e dos comentários que esta tem feito. “Nós achamos que o uso da influência e privilégio para atingir pessoas marginalizadas não está em sintonia com a mensagem de aceitação e empoderamento que encontramos nos livros e é celebrada pela comunidade de Harry Potter”.

Nas redes sociais, Rowling negou ter feito comentários transfóbicos, afirmando que durante décadas foi simpática com pessoas transexuais. “Respeito o direito de todas as pessoas trans viverem da forma que lhes pareça mais autêntica e confortável”. “Eu marcharia convosco se fossem discriminados apenas por serem transexuais”, acrescentou a escritora.

Miriam Margolyes Miriam Margolyes

Mais Artigos
Filomena Cautela Quem Quer Ser Milionário
‘Quem Quer Ser Milionário: Alta Pressão’ ganha mais um dia de emissão