D'Alva

À Escuta. D’Alva e Fernando Daniel em destaque na semana de lançamentos

'À Escuta' é a rubrica semanal que junta os lançamentos da música nacional.

À Escuta é a rubrica semanal do Espalha-Factos para promover a música portuguesa, compilando os lançamentos que acontecem no panorama nacional.

Com todos os dias a ser lançada nova música, é muitas vezes complicado escolher o que ouvir. Por essa razão, é extremamente fácil deixar escapar pelos dedos aquele novo single ou álbum pelo qual nos iríamos apaixonar logo à primeira audição.

À Escuta é a nova rubrica semanal do Espalha-Factos que visa resolver estes problemas. Com o objetivo de aumentar ainda mais a exposição da música portuguesa aos ouvintes, juntamos num só local os melhores e mais significantes lançamentos que ocorreram na música nacional durante a semana.

Nesta semana, o principal destaque vai para o lançamento do novo álbum de Fernando DanielPresente, e para o início da revelação dos temas que irão ser incluídos na coletânea Inéditos Vodafone. A iniciativa promovida pela empresa foi realizada no contexto do movimento Portugal #EntraEmCena e desafiava os músicos nacionais a comporem um original nunca antes editado ou divulgado.

D’ Alva de regresso com mais um refrão orelhudo

Dentro desta coletânea, o nome mais sonante pertence ao duo constituído pelo músico Alex D’Alva Teixeira e pelo produtor Ben Monteiro. Depois de terem lançado ‘Só a Pensar’ já durante o ano de 2020, o duo português regressa com Sabes Que Não’.

É um single que explora a noção do encontro de um indivíduo consigo mesmo sem se sentir sobre o efeito de juízo ou preconceitos dos outros. Musicalmente, é uma música pop que assenta na junção da batida pulsante com instrumentação orgânica, sonoridada pela qual os D’Alva são conhecidos, com um refrão bastante contagiante.

Atalaia Airlines – ‘Primeira Classe’  com David Bruno

‘Primeira Classe’ é a estreia absoluta dos Atalaia Airlines, grupo lisboeta constituído por Vasco Abreu, Pedro Puccini, Afonso Sêrro e Humberto Dias. A faixa conta com a participação do produtor e cantautor David Bruno. A participação do artista de Vila Nova de Gaia não é ao acaso. Quando encontramos o instrumental de ‘Primeira Classe’ pela primeira vez, rapidamente nos lembramos de Miramar Confidencial, o seu mais recente disco. Baixos e guitarras bastante funky, várias camadas de teclados dos anos 80. Tudo isto que nos leva numa viagem nostálgica a bordo de um avião pertencente à Atalaia Airlines.

Fernando Daniel – Presente

Fernando Daniel
Imagem: Divulgação

Presente é o segundo trabalho do artista de Estarreja. Fernando Daniel, que venceu em 2016 a quarta edição do The Voice Portugal, regressa com um trabalho que visa revelar o seu crescimento como artista desde Salto, lançado em 2018. Pode ler a entrevista realizada ao artista sobre o disco pelo Espalha-Factos aqui.

Gator, The Alligator‘Strikes and Gutters’

‘Strikes and Gutters’ é o segundo single de promoção para o novo disco dos Gator, The Alligator, intitulado de Mythical Super Bubble. O sucessor de Life is Boring será editado a 30 de setembro, em mais uma incursão da banda de Barcelos pelo mundo do fuzz e do rock psicadélico.

Hause Plants – ‘Hazy’

Hause Plants é o nome do projeto musical de Guilherme Correia, um dos membros dos Ditch Days. O artista lisboeta já havia lançado o seu single de estreia em janeiro deste ano (‘City Vocabulary’), regressando agora com ‘Hazy’. Com produção de Niki Moss, ‘Hazy’ prossegue na veia que o single anterior já tinha apresentado. A sonoridade é uma junção entre a energia e melancolia do post-punk com as texturas de guitarra de shoegazedream pop, que nos faz muito lembrar os trabalhos de bandas como os DIIV ou Alvvays.

Holy Nothing & Rompante – ‘In Your Mind’

‘In Your Mind’ é a faixa resultante da colaboração entre os Holy Nothing e o produtor Rompante. É uma faixa que assenta numa linha de baixo funky, acariciada por sintetizadores espaçosos e pela voz dos intervenientes.

Iguana Garcia – ‘Ponto de Fuga’

Se este ano Iguana Garcia, nome artístico de João Garcia, já nos havia presenteado com o seu segundo álbum de estúdio (Vagas) e com lançamentos diários durante o período de quarentena na sua página de Soundcloud, Iguana regressa com ‘Ponto de Fuga’É uma faixa que incorpora os elementos tradicionais da música de Iguana, mas que se aproxima mais do acid house. O seu baixo poderoso e sintetizadores psicadélicos incorporam-se na batida hipnotizante e na voz de João coberta de reverb, distante, que nos leva numa viagem por uma pista de dança colocada algures numa galáxia distante.

IVY – ‘Wings’

‘Wings’ é o novo single apresentado por IVY, projeto musical a solo de Rita Sampaio. Corresponde a uma cover da música de Mac Miller, mas com uma sonoridade totalmente diferente da original e da música apresentada pela artista no seu álbum de estreia, Over and Out, lançado em 2019. Com produção de St. James Park, a batida é hiptonizante e pesada, fazendo lembrar faixas de música industrial. Pelo meio, surge a voz poderosa de Rita Sampaio, num registo bastante diferente do que estamos habituado desta.

Jasmim – ‘Aqui Não Falta Nada’

Jasmim é o projeto musical liderado pelo cantor e músico Martim Braz Teixeira. Depois de no ano passado ter lançado Culto da Brisa, álbum de estreia, o conjunto lisboeta está de regresso com ‘Aqui Não Falta Nada’. A faixa continua a explorar a sonoridade apresentada no disco, com a junção de elementos de folkindie popdream pop, construindo um instrumental delicado e doce em torno da voz frágil de Martim. O projeto musical conta ainda com contribuições musicais de Violeta Azevedo (flauta transversal e teclas), Bia Diniz (baixo) e Humberto Dias (bateria).

LEFT. – ‘Sympathize’

LEFT. é o projeto musical de António Graça. Depois de ter os singles ‘Love’ e ‘Confident’ este ano, ‘Sympathize’ é a terceira faixa que o cantor e produtor português mete cá para fora este ano. Comparativamente com o seu trabalho anterior, é uma música que assenta numa batida latejante e intensa, com bastantes aspetos de glitches na forma como esta evolui. O uso de samples é exímio, e a voz de António sobressai entre os sintetizadores e baterias para criar um verdadeiro hino de eletrónica e da art pop.

Malibu Gas Station – ‘Ishigaki’

4 anos já passaram desde que ouvimos falar dos Malibu Gas Station pela última vez. Depois de anunciado o regresso do projeto musical em março deste ano, com o lançamento de ‘Faith in Action’, o grupo brinda-nos agora com ‘Ishigaki’. É uma faixa de nu-disco pura, com o seu baixo e bateria construídos para fazer uma pessoa dançar. Os riffs de guitarra são intermitentes e contribuem para a atmosfera dançável da faixa, culminando num delicioso e perfeito solo que conclui a música.

MEERA‘Bring It Up’ com GB

MEERA, grupo português constituído pelos músicos Jonny Abbey, Cecília Costa e Goldmatique, regressa com um verdadeiro hino pop para o verão, ‘Bring It Up’, que conta com participação especial de GB. É uma música hiper-contagiante nos seus ritmos e energia positiva para nos relembrar que dançar é também importante, especialmente nestes momentos em que é necessário descomprimir e desligar um pouco de tudo o que está a acontecer à nossa volta.

Neon Sun – ‘Golden’

Os Neon Sun são uma banda oriunda de Lisboa que nos traz ‘Golden’, o segundo e último single de Neon Croft: Catujal’s Ark, projeto que visa resgatar as gravações mais antigas da banda, anteriores ao seu projeto de estreia, Feel The River Flow, lançado no final de 2019. Contrariarmente à versão encontrada nesse disco de ‘Golden’, pontuada pelo casamento entre a eletrónica e o rock experimental, esta é despida desses elementos, surgindo apenas uma guitarra acústica perdida na escuridão da noite.

Orfélia – ‘Lagos’

Orfélia é o projeto musical de Filipe JahnAnaïs Thinon. Depois de terem editado o seu EP de estreia em 2019 (Retratos Temporais), o grupo regressa com o single ‘Lagos’. A partilha de nome com o concelho algarvio é mais que uma pura coincidência. Através da junção entre elementos de música brasileira e música portuguesa, sonoridade associada ao grupo, cria-se uma homenagem à bela cidade portuguesa, aonde Anaïs nasceu.

Querubim – ‘Jardim da Luz’

Querubim é o projeto musical do cantor e músico Rodrigo Cardoso. Se no ano passado já tinha sido incluído na compilação de Novos Talentos da FNAC, ‘Jardim da Luz’ é a confirmação do talento do jovem artista português. Com contribuições de Ricardo Barroso na guitarra, António Fortunato no baixo e Francisco Cardoso na bateria, ‘Jardim da Luz’ é uma faixa populada pela cor e brilho das guitarras melódicas e estridentes que muitas vezes associamos ao indie pop.

Rita Onofre‘ao pé de mim’

Uma da metade dos SEASE, a cantora Rita Onofre, que já havia lançado o seu single de estreia a solo, ‘Haja Sempre’ este ano, presenteia-nos com ‘ao pé de mim’. É uma música delicada, crua e verdadeira, construída sobre a as várias camadas de voz da intérprete, assentada num instrumental simples que gira entre um ukelele e um sintetizador etéreo e sonhador.

RIVAthewizard – Loucura Censura

Imagem: Divulgação

Loucura Censura é o álbum de estreia de RIVAthewizard. O artista da Chinfrim Discos apresenta um disco que visa quebrar barreiras e tabus que ainda existem na abordagem a temas como a saúde mental, a interação humana com o ambiente e a participação de cada indíviduo na política e na sociedade. A sua exploração eletrónica característica é agora apresentada num contexto mais estruturado mas que continua a explorar a autodescoberta e autorreflexão de cada um de nós.

Zé Simples – ‘Celebrar’

‘Celebrar’ é o novo single de Zé Simples. É uma música de eletrónica que tende muito para o lado do vaporwave, através da manipulação complexa de sintetizadores que constitui a música. Existe uma forte componente psicadélica na junção de todos os elementos, explorada no teledisco que acompanha a música.

Mais Artigos
Betty, A Feia em Nova Iorque
‘Betty, a Feia em NY’ bate recorde e lidera as audiências